Conecte-se conosco

Cidades

Vereadores brigam feio durante sessão da Câmara Municipal de Jataí (GO)

O clima ficou sob forte tensão que, em determinado momento, dois vereadores quase, por pouco, não se agrediram fisicamente.

Publicado

em

Frame da transmissão em vídeo da sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Jataí (GO), neste 1º/10/2019.

Jataí (GO) – Como se não bastasse o calorão climático de mais de 35 graus no meio da tarde desta terça-feira, 1º de outubro, o clima esquentou mais ainda durante a primeira sessão ordinária do mês da Câmara de Vereadores de Jataí, cidade da região sudoeste de Goiás, no momento em que o vereador e pastor evangélico Luiz Carlos, solicitou a quebra de um acordo feito em uma das sessões ordinárias de setembro, que adiou a votação do Projeto de Lei Ordinária nº 035/2019, enviado ao Legislativo pela prefeitura.

O texto original do PL-035/19 autoriza o governo municipal a realizar parceria com a iniciativa privada para concessão dos serviços públicos de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos domiciliares e dos resíduos de limpeza urbana, prevendo, ainda, a construção de um aterro sanitário adequado à lei federal que trata do assunto; a tensão entre os vereadores cresceu ainda mais e chegou a ofensas pessoais.

Print de tela feito por internauta durante interrupção da transmissão da sessão ordinária de 1º/10/2019, da Câmara de Vereadores de Jataí.

A situação ficou tão tensa que, segundo informações, até a transmissão on-line da sessão, pela TV CMJ foi brutalmente interrompida (veja na foto ao lado). Segundo informações apuradas pelo Portal Rede Pop, a confusão começou após o vereador Pastor Luiz Carlos Cabral dos Anjos (PSDB), ter conseguido que a presidente Kátia Carvalho (SD) interrompesse, por alguns instantes, a sessão  para que conversassem. O problema, segundo informações, foi que o vereador-pastor teria ido conversar com a vereadora em um local mais reservado, fora do plenário.

O vereador Major Davi Pires (PP), não gostou do ato do vereador Pastor Luiz Carlos e saiu da bancada e foi atrás dos dois que conversavam fora do plenário. Pronto! Foi suficiente para iniciar o bafafá que terminou em quase vias de fato entre o vereador Major Davi Pires e o vereador Agustinho de Carvalho, o “Carvalhinho” (SD).

Ouça, a seguir, um trecho da fala nervosa do vereador Major Davi Pires comentando a tentativa de ação política do colega vereador Pastor Luiz Carlos.

 

PRIMEIRO “ROUND”: MAJOR X PASTOR

Vereador Major Davi Pires (PP)

Vereador Pastor Luiz Carlos (PSDB).

SEGUNDO “ROUND”: MAJOR X CARVALHINHO

Vereador Agustinho de Carvalho, o “Carvalhinho” SD)

PARTIU PRA CIMA – Durante um intervalo concedido pela presidente Kátia Carvalho, o clima esquentou de vez entre os vereadores Carvalhinho (SD) e Major Davi Pires (PP). Como o sistema de áudio da transmissão havia sido cortado, não é possível afirmar, com exatidão, o motivo da briga. O que se sabe vem apenas de um trecho de áudio divulgado no WhatsApp.

Em determinado momento, segundo se percebe no áudio abaixo, os vereadores Carvalhinho (SD) e Major Davi Pires chegam ao limite da quase violência física. No áudio, Carvalhinho esmurra violentamente a bancada. O outro responde que não tem medo dele. Ambos fazem ameaças, um ao outro. Confira um trecho das agressões na gravação em áudio abaixo.

 

EXCLUSIVO: VEREADOR PASTOR LUIZ CARLOS COMENTA CONFUSÃO NA SESSÃO DA CÂMARA DE JATAÍ

Com exclusividade, por meio de sua assessora Lyana Fraga, o vereador Pastor Luiz Carlos Cabral dos Anjos, se manifestou oficialmente dando a sua versão sobre a confusão envolvendo seu nome ocorrida no plenário da Câmara de Vereadores de Jataí, durante a primeira sessão ordinária de outubro, realizada na tarde desta terça-feira, 1º. Confira, a íntegra, do comentário do vereador.

“Ao ser procurado, o vereador, pastor Luiz Carlos, afirmou que a divergência de ideias surgida hoje em plenário com o também vereador Major David Pires, ocorreu em virtude de ele (Luiz Carlos) defender que o Projeto de Lei nº 35, de autoria do Executivo, que autoriza a prefeitura a realizar parceria com a iniciativa privada para a coleta e destinação de resíduos no Município, já está sendo discutido e estudado na Casa (Câmara de Vereadores) há cerca de quatro meses. E que não vê (o vereador-pastor Luiz Carlos) a necessidade de se aguardar mais 90 dias para a votação do projeto, como defende o Major Davi, já que já está claro que Jataí precisa se adequar à Lei Federal de Resíduos Sólidos, e que não pode realizar (a prefeitura) o investimento necessário.

O vereador Pastor Luiz Carlos afirma ainda que todos já fizeram os seus estudos, ouviram especialistas e participaram de audiência pública. E o mais importante: já garantiram, no texto da lei, que não haverá, com essa parceria (PPP), nenhum tipo de cobrança de taxa para o contribuinte.

O vereador Pastor Luiz Carlos finalizou afirmando que o debate de ideias faz parte das atividades no Parlamento e que preza por posicionamentos respeitosos.” – encerrou o comentário enviado ao Portal Rede Pop, por meio de sua assessoria parlamentar.

NOTA DO PORTAL REDE POP: O Jornalismo do Portal Rede Pop não conseguiu contato com os vereadores Major Davi Pires e Carvalhinho para que, também eles, comentem os episódios lamentavelmente ocorridos durante a sessão ordinária desta terça-feira, 1º de outubro. O Portal Rede Pop mantém aberto seu espaço para que, havendo interesse, ambos os vereadores citados nesta reportagem se pronunciem oficialmente, cada um com sua versão dos fatos.

 

ASSISTA – COM CORTES – COMO FOI A TRANSMISSÃO, EM VÍDEO, DA SESSÃO “CALIENTE”

A seguir, assista ao vídeo da sessão ordinária “picante”, com partes do vídeo e de áudio do vídeo sendo cortados durante a transmissão. Sugerimos começar a assistir ao vídeo a partir do tempo 48 minutos e 31 segundos em diante. Divirta-se, a seguir.

 

ENTENDA O POLÊMICO PROJETO DA PPP “DO LIXO”

Em 17 de setembro deste ano aconteceu uma reunião no gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Jataí, com o intuito de discutir o Projeto de Lei Ordinária nº 035/2019, de autoria do governo municipal , que autoriza a prefeitura a realizar parceria pública privada (PPP) para a concessão dos serviços públicos de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos domiciliares e dos resíduos de limpeza urbana. A matéria prevê a construção de um aterro sanitário adequado à lei federal que trata do assunto.

Autoridades e representantes de órgãos sociais participaram da reunião no gabinete da Presidência da Câmara de Vereadores para tratar sobre o projeto da PPP “do Lixo”.

PARTICIPAÇÕES – Participaram da reunião a presidente da Câmara de Vereadores, Kátia Carvalho; os vereadores Major Davi Pires, Pastor Luiz Carlos, Maria Aparecida (Cida), Thiago Maggioni e Agustinho de Carvalho Filho (Carvalhinho). Também participaram os técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Thiago Oliveira; diretor de Regulação e Fiscalização da pasta, Flávia Assis Leal, Michele Mantelli Xavier e Gilmar Furtado.

Participaram ainda, o tecnólogo e ex-secretário municipal de Meio Ambiente, Cleiver Robson Arjona Chaves; o procurador-geral do Município, Ricardo de Assis Morais; o procurador municipal, Acácio Micena Coutinho; o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Jataí (Codes), Adriano Matheus de Freitas; o procurador-geral da Câmara de Vereadores, Leonardo Melo do Amaral; a procuradora jurídica da Câmara de Vereadores, Renata Silva Oliveira; o representante da Universidade Federal de Jataí (UFJ), Massoiay Pereira Marques; o engenheiro Enio Rodovalho dos Santos (do Codes); e o secretário Municipal de Meio Ambiente, Luciano Lima.

AÇÃO PÚBLICA – A vereadora-presidente Kátia Carvalho abriu a reunião informando que os objetivos do evento eram oferecer, aos vereadores, a segurança necessária para a decisão sobre o projeto em pauta além de construir um diálogo sobre o assunto. O procurador-geral do Município, Ricardo Morais, ressaltou que o atual governo municipal pode sofrer uma ação pública a qualquer momento por não possuir um aterro sanitário adequado às normas federais. “Foi firmado um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Público, em 2012, em que o Município se comprometeu a realizar a obra”, comentou o procurador.

De acordo com o procurador-geral Ricardo Morais, faltam recursos financeiros para que a própria prefeitura realize a obra e que, por este motivo, a gestão municipal optou por um projeto que autoriza a realização de uma parceria público-privada (PPP), por meio de uma licitação aberta às empresas interessadas.

ATERRO SATURADO – Falando pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Thiago Oliveira informou que a área do atual aterro já está saturada. Ele também reclamou que os vereadores não procuraram o órgão para obter esclarecimentos técnicos sobre o tema. Thiago Oliveira defendeu, ainda, o projeto elaborado pelos técnicos do município. “Por que gastar R$ 1 milhão com técnicos de fora, se temos pessoal capacitado para realizar aqui o trabalho necessário?”, questionou.

A engenheira ambiental Flávia Leal disse que o aterro atual está sendo utilizado há 30 anos. “Nem pode ser chamado de aterro, por ser um verdadeiro lixão”, declarou ela, acrescentando que “desde 2012 houve muitos gastos para atender exigências legais; a última trincheira construída tem apenas mais três anos de uso; enquanto uma nova não ficava pronta, a antiga continuou sendo usada e sua capacidade foi extrapolada, bem como seu tempo de uso expirou”.

PUNIÇÃO – Os representantes do Meio Ambiente garantiram que todos os estudos necessários foram realizados e os projetos foram cuidadosamente elaborados. O procurador-geral do Município, Ricardo Morais alertou que o Ministério Público tem acompanhado a situação atentamente tendo, inclusive, gerado um auto de infração de R$ 1 mil por dia contra o Poder Público Municipal. “Além dos ônus da obra, sem a PPP, a prefeitura deveria adquirir uma nova área, pois não há como obter licença para o terreno onde hoje se encontra o lixão. Além disso, por falta de um aterro sanitário verdadeiro, estamos perdendo recursos do ICMS Ecológico”, alertou o procurador.

A vereadora Cida disse que sua preocupação era com a PPP. Ela questionou o período de até 35 anos, duração máxima do contrato entre a prefeitura e a empresa vencedora da licitação, segundo estipula o projeto original. “Ficaríamos atrelados a um contrato sem saber o que vai acontecer depois”, explicou a parlamentar, que mostrou fotos do aterro construído pela prefeitura da cidade goiana de Chapadão do Céu com recursos próprios, em uma iniciativa que inclui a coleta seletiva de lixo em todo o município.

(E. p/ D.) Cleiver Robson, Kátia Carvalho, Adriano de Freitas e Ricardo Morais.

COLETA DO LIXO – Thiago Oliveira lembrou que o PL 35 prevê a expansão da coleta coletiva em Jataí, que hoje contempla 13 bairros. O procurador-geral da Câmara de Vereadores, Leonardo Amaral, destacou que a PPP é a ferramenta mais adequada ao município no tema em debate, e que os vereadores teriam condições de fiscalizar o cumprimento do contrato, no futuro. Para o vereador Carvalhinho, não se pode comparar os municípios de Jataí e Chapadão do Céu, devido às dimensões de ambos em termos populacionais. A vereadora Cida citou o orçamento municipal, de cerca de R$ 320 milhões, e indagou se a prefeitura de Jataí não teria condições de arcar com as despesas.

O vereador Thiago Maggioni (PSDB) disse que agentes políticos vão decidir sobre o projeto. “Se a opção não for pela PPP, devemos fazer estudos por alternativas para obter recursos para a obra. E que busquemos recursos em Brasília, com os deputados goianos”, sugeriu o parlamentar.

CONTRA A PPP – O vereador Major Davi Pires disse que seus assessores obtiveram, antes do último recesso parlamentar, a informação de que o atual aterro teria duração de cinco a seis anos. “A estimativa mudou depois que o projeto entrou em pauta”, declarou. “Há problemas com PPPs na Inglaterra e em São Paulo. As PPPs já não são bem vistas na Europa, pois travam o orçamento, podem arrebentar com o município no futuro, alertou Davi Pires. Segundo ele, não há mecanismos para fiscalização. “Dizem que não haverá taxa do lixo, mas é o tesouro municipal quem vai pagar. Precisamos estudar (o PL-035/19) por mais 60 ou 90 dias, dentro da comissão temática ou fora. A arrecadação do município vai aumentar ainda mais. Então, como não temos condições de arcar com esta obra?”, questionou o vereador Major Davi.

DEFENSOR DA PPP – Adriano de Freitas, que defende a PPP proposta pela gestão do prefeito Vinícius Luz (PSDB), colocou o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) à disposição para debater o assunto. “Se for para a prefeitura assumir mais este encargo, como já assumiu vários outros na segurança, na educação e na saúde, vai aumentar a dificuldade com as contas públicas”, alertou Adriano.

O vereador Pastor Luiz Carlos (PSDB) questionou sobre o futuro contrato, caso o projeto seja aprovado. Ricardo Morais explicou que a Procuradoria Municipal vai analisar os melhores procedimentos de manifestação de interesse (PMI) a serem apresentados pelas empresas que vierem a se interessar pelo processo licitatório. “São várias etapas até chegarmos à contratação”, informou o procurador-geral da prefeitura.

ESTUDOS TÉCNICOS – O consultor ambiental Cleiver Robson fez um histórico dos lixões utilizados em Jataí e perguntou sobre a data da sondagem. Thiago Oliveira informou que esta foi feita em 2012. Para Cleiver Robson, os estudos foram realizados baseando-se em dados defasados.

Outro representante do Codes, Ênio Rodovalho solicitou que demandas da prefeitura e da Câmara de Vereadores sejam enviadas para o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) e outros conselhos profissionais. A engenheira Flávia Leal concordou e disse que os documentos que os servidores do Meio Ambiente levaram estavam à disposição. A vereadora-presidente, Kátia Carvalho, também aceitou a oferta de Ênio Rodovalho e disse que não somente o PL 35, mas ainda o Pprojeto de Lei nº 38, que autoriza a prefeitura a realizar PPP no transporte coletivo, seriam enviados aos conselhos para estudos.

A procuradora Renata Oliveira considerou que não havia o que argumentar quanto à parte técnica do projeto, pois fora demonstrada a necessidade da construção de um verdadeiro aterro sanitário. “Por isso dei parecer contrário à contratação de uma equipe, por parte da Câmara (de Vereadores), para realizar novo estudo”, declarou.

No encerramento da reunião, a vereadora Kátia Carvalho disse acreditar que o encontro foi bastante proveitoso com “uma boa discussão”. “Se será PPP ou não, vamos decidir em comissão, com Executivo (prefeitura) e com os vereadores e os técnicos”, disse Kátia Carvalho.

Jornalista, radialista, apresentador de TV e WebTV, cerimonialista em eventos, também artista e "youtuber" no Estado de Goiás; com quase 30 anos de experiência profissional em Jornalismo (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Jornal Gazeta Popular, PopTV, PopMix RádioWeb, Estelar Filmes, Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e o Canal Hiper T, no Youtube.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeito Vinícius Luz sanciona lei que autoriza estadualização do Hospital das Clínicas de Jataí

O prefeito jataiense espera que todo o processo de assumência do Governo de Goiás seja concluído e consolidado até meados de março ou abril de 2020.

Publicado

em

Frame do vídeo gravado pelo prefeito Vinícius Luz.

Jataí, GO – Nesta quarta-feira, 4 de dezembro, o prefeito de Jataí, na região sudoeste de Goiás, Vinícius Luz (PSDB) sancionou a lei que autoriza a estadualização do Hospital das Clínicas Dr. Serafim de Carvalho, antigo Centro Médico Municipal. Segundo informou em um vídeo divulgado na internet por sua assessoria, o prefeito jataiense espera que todo o processo de assumência do Governo de Goiás seja concluído e consolidado até meados de março ou abril de 2020.

Assista os detalhes da estadualização na fala do prefeito Vinícius Luz, a seguir.

De acordo com o prefeito, a estadualização do Hospital das Clínicas vai significar grandes avanços na saúde do município de Jataí e de cidades da região.

Continue lendo

Cidades

Gaúchos homenageiam prefeito de Jataí com medalha representativa

A homenagem ao prefeito de Jataí e outras personalidades aconteceu durante o 7º Enatchê, encontro nacional de CTGs.

Publicado

em

O prefeito de Jataí, Vinícius Luz, recebendo a honraria gaúcha no 7º Enatchê 2019.

Jataí, GO – Ao participar, no sábado, 30 de novembro, do 7º Encontro Nacional da Tradição Gaúcha, realizado nas dependências do CTG Querência Goiana de Jataí, o prefeito Vinícius Luz (PSDB) recebeu, em nome da prefeitura, a Medalha João Cezimbra Jacques, uma honraria de alta representatividade no meio gaúcho, uma honraria aqueles que se destacaram por relevantes serviços prestados ao tradicionalismo gaúcho no Planalto Central.

Além do prefeito jataiense, também foram condecorados o bispo da Diocese de Jataí, dom Nélio Domingos Zortea; ainda Nelson Maggione, Dari Onar Pisetta, Tarcísio Bonato, Roni Alcione Drunn Klein e Leandro Gonçalves Trindade. Durante o evento, também aconteceu a entrega do Troféu Entidade Destaque ao CTG Sinuelo da Saudade, do Distrito Federal, por ser a entidade que mais pontuou, segundos critérios específicos, durante o ano.

Realizado no período de 29 de novembro a 1º de dezembro, o 7º Enatchê reuniu diversos CTGs do Brasil Central, com o intuito principal de propagar a cultura sulista por meio de apresentações culturais e artísticas e disputas de esportes tradicionais do Sul Brasileiro.

O prefeito de Jataí, Vinícius Luz (C), recebendo a honraria gaúcha no 7º Enatchê 2019.

O prefeito homenageado, Vinícius Luz, manifestando muita gratidão e felicidade, agradeceu o reconhecimento da comunidade gaúcha e ressaltou a importância dos sulistas no desenvolvimento econômico e cultural de Jataí e região.

Continue lendo

Cidades

Una Jataí apresenta a produção científica da faculdade em exposição pública gratuita

Mostra acadêmica ‘ExpoUna” começa nesta terça-feira (26) na Una Jataí. Evento é aberto ao público em geral e traz soluções para algumas das principais demandas da região.

Publicado

em

Trabalhos realizados em laboratório vão ser expostos ao público na Una Jataí.

Jataí, GO – Novos estudos apontam que a tecnologia pode ajudar e muito a monitorar a qualidade das lavouras. Além disso, o controle de pragas pode ser feito por meio da utilização de choques elétricos. E já foi desenvolvido também um tipo de concreto sustentável e permeável que permite o escoamento de água das chuvas em áreas urbanas. Todas essas novidades são resultados de projetos e trabalhos científicos desenvolvidos por alunos da Una Jataí.

Eles estarão expostos no ExpoUna – maior mostra acadêmica de inovação e conhecimento produzida pelos estudantes da faculdade, marcada para os dias 26, 27 e 28 de novembro. “A Una Jataí abre suas portas e convida toda a comunidade para conhecer a nossa produção científica. Serão apresentados as melhores pesquisas, novas ideias e projetos desenvolvidos pelos nossos alunos, sob coordenação dos professores, ao longo do semestre. São trabalhos relevantes e que apontam soluções para algumas das principais demandas da região em várias áreas do conhecimento”, acrescenta Daniela Tessele, diretora da faculdade.

Aberto ao público, o evento vai apresentar aos visitantes vários projetos interdisciplinares que vão muito além das fronteiras do campus, beneficiando a sociedade com novos estudos. Os trabalhos trazem novidades para a agronomia, medicina veterinária, educação física, fisioterapia, biomedicina, farmácia, arquitetura e urbanismo, administração, entre outros. Avaliados em tempo real pelo corpo docente da instituição, os trabalhos são reconhecidos, incentivados e premiados.

Quem passar pelo ExpoUna ainda poderá participar de uma ação social de conscientização sobre o câncer próstata, receber dicas de saúde bucal e cuidados com os dentes, ter mais informações sobre o autismo e a importância da doação de órgãos.

SERVIÇO:

ExpoUna

Data: 26, 27 e 28 de novembro

Horário: a partir das 19h

Local: Una Jataí –  Rua José de Carvalho, 1.800 – Setor Epaminondas II – Jataí/GO

Evento gratuito e aberto ao público.

Continue lendo

É proibida a reprodução, total ou parcial, ou mesmo fragmentada de qualquer conteúdo publicado aqui no PORTAL REDE POP, em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização por escrito do diretor-proprietário do PORTAL REDE POP, jornalista Terry Marcos Dourado.

Os infratores estão sujeitos às penalidades legais estabelecidas pela legislação brasileira em vigor. Para solicitações ou dúvidas, favor entrar em contato pelo e-mail: [email protected].

Diretor-Proprietário, Diretor Geral de Conteúdo e Jornalista Responsável: TERRY MARCOS DOURADO – RP n. 2.098 – MTE-DRT/GO.

PORTAL REDE POP é um portal de notícias/jornalismo e entretenimento, multiconteúdo transmídia e crossmedia, o primeiro nestas características do interior do Estado de Goiás, produzido e realizado pela Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e ProduçõesCNPJ nº 30.245.426/0001-76; Insc. Estadual nº: 52.8.0401793-2 e Insc. Municipal nº: 3.03.4194-01. Escritório regional sediado em Jataí, Estado de Goiás – Brasil.

Todo conteúdo produzido e publicado pelo PORTAL REDE POP é de inteira responsabilidade da Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e Produções e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Pop TV; Estelar Filmes; Jornal Gazeta Popular; PopMix RádioWeb; Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e Canal Hiper T (Youtube). Todos os direitos reservados.

WhatsApp

Contatos Diretos

Estes são os meios para contato direto com o Portal Rede Pop.

WHATSAPP:(64) 9 8459-3531

TELEGRAM:(64) 9 8459-3531

JORNALISMO GERAL:

[email protected]

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre quaisquer assuntos de qualquer área do Jornalismo. Quando for o caso, garantimos sigilo às nossas fontes.

ENTRETENIMENTO GERAL:

[email protected]

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre conteúdos da área de entretenimento (notas, convites para eventos culturais, shows, etc.)

ASSUNTOS COMERCIAIS:

[email protected]

Anúncios, publicidades, informes publicitários, etc.

EVENTOS E PROMOÇÕES:

[email protected]

E-mail específico para pedido de informações e inscrições em eventos e promoções diversas do Portal Rede Pop.

POP TV (conteúdo audiovisual):

[email protected]

E-mail exclusivo para dúvidas, sugestões e solicitações referentes aos vídeos e programas produzidos e exibidos pela POP TV, a WebTV do Portal Rede Pop.

Teremos imenso prazer em receber seu contato.

Rádio PopMix AO VIVO

Jornal da Pop AO VIVO

Facebook

Mais Lidas