Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Tepestade solar repentina pode causar apagão sem precedentes na Terra

Cientistas de todo o planeta só conseguiriam identificar a megaexplosão solar entre 15 e 30 minutos antes dela ocorrer, um tempo insuficiente para que humanos possam se proteger de catástrofes que possam ser causadas pelo fenômeno.

Publicado

em

Da Redação Central em Jataí (GO) – A imagem que abre esta reportagem foi capturada pela Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, em 31 de agosto de 2012. Ela mostra o material que estava pairando sobre a coroa solar entrando em erupção e indo em direção ao espaço, formando uma longa proeminência solar.

Ano de 2019. Que o sol anda lá muito esquisito, estranho e extremamente agressivo e imprevisível, não há como negar, principalmente nos últimos cinco anos. E tudo isso só piora quando se acrescenta a informação, confirmada por cientistas de alta reputação mundial que afirmam que uma tempestade solar pode causar um apagão, ou uma escuridão total em nosso planeta, ou seja, pode ocasionar o corte instantâneo do fornecimento de eletricidade em todo o mundo.

O mais preocupante deste fenômeno é que ele, segundo cientistas mundiais, não pode ser previsto pelos meteorologistas que vigiam ininterruptamente as atividades solares. Esta megaexplosão solar, quando ocorrer, só poderá ser identificada (ou prevista) apenas cerca de 15 a 30 minutos antes dela ocorrer e atingir, em cheio, o planeta Terra.

Esta imagem mostra o vento solar atingindo a magnetosfera do planeta Terra.

De acordo com a meteorologista britânica Catherine Burnett, em entrevista ao jornal britânico The Daily Mirror, as ejeções (explosões seguidas de lançamentos) de massa coronal (EMC) do sol podem viajar em qualquer direção do universo e, caso tomem a direção do planeta Terra, poderiam envolver completamente o nosso mundo. Catherine comentou que uma ejeção de massa coronal significativa demora 19 horas para chegar ao nosso planeta. “Assim que víssemos uma ejeção a abandonar a estrela, saberíamos dela apenas 15 minutos antes da chegada ao nosso planeta, bem como os dados restantes sobre a direção magnética ou o seu impacto”, afirmou a meteorologista.

Uma violenta megaexplosão solar pode causar apagão mundial, interrompendo o fornecimento de energia elétrica instantaneamente em todo o planeta Terra, causando um caos apocalíptico.

Em geral, as tempestades espaciais, solares por exemplo, podem ser inofensivas e, muitas vezes, são vistas da Terra na forma de uma aurora boreal. Contudo, se for de grande magnitude, poderia desligar, instantaneamente, todos os sistemas de energia e navegação, causando um caos apocalíptico. Um grupo de investigadores da Universidade de Harvard, no Reino Unido, divulgou em agosto de 2017 um cálculo de quanto tempo resta na Terra até que uma erupção solar acabe com a humanidade. Segundo o estudo, restam-nos 750 anos. Espera-se que até alguém encontre uma forma de nos proteger e de evitar o fim do planeta Terra.

O QUE PODE ACONTECER? – Segundo estudos científicos britânicos, megaexplosões solares são fenômenos que ocorrem a cada 150 anos. A possibilidade real de um novo mega-apagão na Terra é conhecida de todos os governos mundiais. Os últimos estudos alertam que os governos precisam ter um plano eficiente para que os países possam conseguir enfrentar um apagão longo, possívelmente de três dias de escuridão total no planeta.

Não tão exagerado como mostrou o filme “Presságio”, produzido por Hollywood (EUA), as tempestades solares existem. Em 1859, o nosso planeta foi atingido por uma tempestade solar tão forte, tão intensa, que operadores de telégrafos, sistema de comunicação muito popular naquela época, levaram simultaneamente violentos choques elétricos. As máquinas deixaram de funcionar e, em muitos casos, segundo relatos da época, os papéis que estavam para uso nos telégrafos, se incendiaram.

Nos tempos atuais, se o planeta Terra fosse atingido por uma tempestade solar violenta, haveria instantânea perda do sinal de GPS, telefones e celulares deixariam de funcionar, haveria escuridão total pois não haveria mais fornecimento de energia elétrica em todo o planeta. Consequentemente, todo o sistema de comunicação do planeta deixaria de funcionar.

Jornalista, radialista, apresentador de TV e WebTV, cerimonialista em eventos, também artista e "youtuber" no Estado de Goiás; com quase 30 anos de experiência profissional em Jornalismo (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Jornal Gazeta Popular, PopTV, PopMix RádioWeb, Estelar Filmes, Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e o Canal Hiper T, no Youtube.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil/Mundo

Lesão pulmonar causada por cigarro eletrônico é estudada por pesquisadores americanos

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, até a terça-feira, 1º de outubro, tinham sido registrados 1.080 casos de lesões pulmonares associadas a cigarros eletrônicos, e 18 mortes.

Publicado

em

Alguns Estados americanos proíbem a venda de cigarros eletrônicos com substâncias aromáticas.

Da Redação Central, em Jataí/GO – Nos Estados Unidos (EUA), pesquisadores afirmaram que danos nos pulmões de pessoas que sofrem de uma doença respiratória, possivelmente relacionada a cigarros eletrônicos, parecem aqueles provocados pela inalação de substâncias químicas tóxicas. A descoberta científica foi publicada no jornal New England Journal of Medicine.

Os pesquisadores americanos analisaram a biópsia de tecidos pulmonares de 17 pacientes que teriam sofrido lesões nos pulmões devido ao uso de cigarros eletrônicos. Foi constatado que todos eles apresentavam danos em tecidos pulmonares similares aos causados pela inalação de substâncias tóxicas. Os pesquisadores disseram, ainda, que não conseguiram determinar uma causa específica, por enquanto. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, até a terça-feira, 1º de outubro, tinham sido registrados 1.080 casos de lesões pulmonares associadas a cigarros eletrônicos, e 18 mortes.

Alguns Estados americanos proíbem a venda de cigarros eletrônicos com substâncias aromáticas. Medidas em outros países incluem a aprovação em setembro, na Índia, da proibição de venda, importação e produção de cigarros eletrônicos. No Brasil, a comercialização é proibida, embora seja prática recorrente, e até muito fácil conseguir comprar, pela internet, este produto altamente nocivo à saúde humana.

Continue lendo

Brasil/Mundo

Senado aprova limitações de gastos para campanhas visando as eleições de 2020

Os candidatos não podem gastar mais do que o limite legal, que varia de acordo com o número de eleitores dos municípios, em vigor para o pleito de 2016, corrigido pela inflação.

Publicado

em

O Senado brasileiro aprovou, em votação em tempo recorde, as limitações de gastos por candidatos e partidos nas eleições de 2020.

Brasília/DF – O Senado Federal do Brasil aprovou nesta quarta-feira, 2 de outubro, um projeto de lei que determina um teto de gastos para as campanhas políticas nas eleições municipais de 2020. Os senadores chancelaram um texto, votado no dia anterior na Câmara dos Deputados, que determina que os candidatos não podem gastar mais do que o limite legal, que varia de acordo com o número de eleitores dos municípios, em vigor para o pleito de 2016, corrigido pela inflação.

Já para o segundo turno, onde houver, a limitação para as disputas foi definida em 40% do teto da primeira etapa do pleito. Os parlamentares aceleraram a tramitação da matéria para aprová-la nas duas Casas Legislativas a tempo de o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancioná-la nesta quinta-feira (3), prazo final para que as modificações eleitorais realizadas possam entrar em vigor no pleito municipal do ano que vem.

EXEMPLO – Para se ter uma ideia de como vai funcionar, na prática, o processo, em São Paulo, o valor máximo da campanha permitido para prefeito em 2016 foi de R$ 45,4 milhões. Com a correção inflacionária dada pelo projeto, o valor deve ultrapassar R$ 50 milhões. O vencedor das eleições naquele ano, o atual prefeito João Doria (PSDB), declarou ter gasto R$ 13,6 milhões. Já para vereador, o teto legal na capital paulista, em 2016, foi de R$ 3,2 milhões.

DISTORÇÕES – O texto aprovado pela Câmara e pelo Senado prevê ainda um limite para que candidatos possam financiar suas próprias campanhas. A medida objetiva corrigir distorções que têm dado uma enorme vantagem a candidatos ricos sobre os demais. Desde que as empresas foram proibidas de fazer doações eleitorais, em 2015, o financiamento dos candidatos sai dos cofres públicos. Para as eleições de 2020, estes fundos vão distribuir, pelo menos, R$ 2,7 bilhões. Os fundos também são formados por doações de pessoas físicas e do dinheiro que sai do “próprio bolso” dos candidatos.

Continue lendo

É proibida a reprodução, total ou parcial, ou mesmo fragmentada de qualquer conteúdo publicado aqui no PORTAL REDE POP, em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização por escrito do diretor-proprietário do PORTAL REDE POP, jornalista Terry Marcos Dourado.

Os infratores estão sujeitos às penalidades legais estabelecidas pela legislação brasileira em vigor. Para solicitações ou dúvidas, favor entrar em contato pelo e-mail: contato@portalredepop.com.

Diretor-Proprietário, Diretor Geral de Conteúdo e Jornalista Responsável: TERRY MARCOS DOURADO – RP n. 2.098 – MTE-DRT/GO.

PORTAL REDE POP é um portal de notícias/jornalismo e entretenimento, multiconteúdo transmídia e crossmedia, o primeiro nestas características do interior do Estado de Goiás, produzido e realizado pela Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e ProduçõesCNPJ nº 30.245.426/0001-76; Insc. Estadual nº: 52.8.0401793-2 e Insc. Municipal nº: 3.03.4194-01. Escritório regional sediado em Jataí, Estado de Goiás – Brasil.

Todo conteúdo produzido e publicado pelo PORTAL REDE POP é de inteira responsabilidade da Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e Produções e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Pop TV; Estelar Filmes; Jornal Gazeta Popular; PopMix RádioWeb; Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e Canal Hiper T (Youtube). Todos os direitos reservados.

WhatsApp

Contatos Diretos

Estes são os meios para contato direto com o Portal Rede Pop.

WHATSAPP:(64) 9 8459-3531

TELEGRAM:(64) 9 8459-3531

JORNALISMO GERAL:

jornalismo@portalredepop.com

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre quaisquer assuntos de qualquer área do Jornalismo. Quando for o caso, garantimos sigilo às nossas fontes.

ENTRETENIMENTO GERAL:

contato@portalredepop.com

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre conteúdos da área de entretenimento (notas, convites para eventos culturais, shows, etc.)

ASSUNTOS COMERCIAIS:

comercial@portalredepop.com

Anúncios, publicidades, informes publicitários, etc.

EVENTOS E PROMOÇÕES:

eventos@portalredepop.com

E-mail específico para pedido de informações e inscrições em eventos e promoções diversas do Portal Rede Pop.

POP TV (conteúdo audiovisual):

poptv@portalredepop.com

E-mail exclusivo para dúvidas, sugestões e solicitações referentes aos vídeos e programas produzidos e exibidos pela POP TV, a WebTV do Portal Rede Pop.

Teremos imenso prazer em receber seu contato.

Rádio PopMix AO VIVO

Jornal da Pop AO VIVO

Facebook

Mais Lidas