Conecte-se conosco

Política

Escândalo da “rachadinha”na Câmara de Vereadores de Jataí (GO) pode terminar em “pizza”

Rumores de bastidores afirmam que vereadores de oposição estariam articulando uma espécie de “boicote” à Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Jataí para que os três parlamentares afastados no caso da “rachadinha” retornem ao grupo de oposição ao governo municipal.

Publicado

em

Segundo informações, o vereador Thiago Maggioni (PSDB), ao fazer um desabafo, sobre um suposto boicote de colegas, teria ameaçado sair da da Comissão de Ética do Legislativo Jataiense.

Jataí, GO – Os bastidores da política em Jataí, cidade da região sudoeste de Goiás, estão cada vez mais “picantes” e “fervendo” com todo tipo de informações. Recentemente, são cada vez mais fortes os rumores de que lideranças políticas de oposição estariam articulando uma espécie de “boicote” à Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Jataí para que os três parlamentares afastados no caso da “rachadinha” retornem ao grupo de oposição ao governo municipal. Atualmente, o “bloco de oposição” ao prefeito é formado apenas pelos vereadores Major Davi Pires (PP) e Maria Aparecida Rodrigues da Silva Assis, a “Cida” (Podemos).

Segundo buxixos de postagens em redes sociais, principalmente grupos locais no WhatsApp, a tal informação do suposto “boicote” de vereadores teria sido divulgada pelo vereador Thiago Maggioni (PSDB) que, ao manifestar sua indignação com a ausência dos vereadores oposicionistas na sessão da última quinta-feira, 3 de outubro, fez um desabafo ameaçando, segundo informações, retirar seu nome da Comissão de Ética do Legislativo Jataiense, caso os colegas de Parlamento, Major Davi e Cida, optem por não contribuir para a fluência dos trabalhos de apuração e investigação no caso da famosa “rachadinha”, prejudicando os trabalhos com a confirmação do, por enquanto, suposto “boicote”.

O receio de Thiago Maggioni, e também de uma parcela expressiva da população jataiense que se manifesta diariamente em redes sociais, é o de que a base oposicionista consiga êxito em suas articulações políticas e, consequentemente a isso, os vereadores – atualmente suspensos de seus mandatos – consigam retornar “ilesos e impunes” dos crimes de improbidade administrativa aos quais são acusados de terem cometidos.

Se isso, de fato, ocorrer, os vereadores Mauro Bento Filho (presidente eleito – MDB), Gildenício Francisco dos Santos (MDB) e Marcos Antônio Ferreira Luz (PDT), retornarão tranquilamente às atividades parlamentares ainda neste mês de outubro, segundo informações e especulações. Por enquanto, estes três vereadores continuam suspensos pela Justiça, acusados de participarem de esquema de corrupção conhecido por “rachadinha”, no exercício de seus mandatos na Câmara Municipal de Jataí. Em resumo, eles são acusados de exigirem de seus assessores o repasse de parte do salário mensal.

Em abril deste ano, o então vereador João Rosa Leal, também sob fortes acusações pela Justiça de práticas de atos de corrupção por improbidade administrativa, optou por renunciar ao mandato parlamentar, mas terá que responder às acusações, diretamente à Justiça.

Jornalista, radialista, apresentador de TV e WebTV, cerimonialista em eventos, também artista e "youtuber" no Estado de Goiás; com quase 30 anos de experiência profissional em Jornalismo (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Jornal Gazeta Popular, PopTV, PopMix RádioWeb, Estelar Filmes, Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e o Canal Hiper T, no Youtube.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeito de Jataí (GO) responde ‘fake news’ e ataques de opositores ao seu governo

Vinícius Luz disse que, até o momento, seus opositores só disseram inverdades nas redes sociais da internet, e sequer apresentaram ao povo um projeto alternativo para resolver o problema da necessidade emergencial de um aterro sanitário em Jataí.

Publicado

em

Prefeito de Jataí (GO), Vinícius Luz (PSDB): "...que esses canalhas não me meçam por suas réguas. (...)"

Jataí, GO – O prefeito de Jataí, na região sudoeste de Goiás, Vinícius de Cecílio Luz (PSDB) parece não estar mais disposto a praticar a política do “deixa pra lá”, ignorando “fake news” (notícias falsas, sem comprovação púbica); também críticas irresponsáveis que, muitas vezes, são feitas por pessoas obscuras, escondidas sob perfis falsos nas redes sociais ou, quando aparecem, emitem juízos sem o necessário e fundamental conhecimento da verdade dos fatos, baseando-se, pura e simplesmente, em “achismos” ou motivados por “ondinhas” de gente que se autointitula “críticos e/ou comentaristas de internet”.

Vinícius Luz reuniu a imprensa, na manhã da sexta-feira, 11 de outubro, para uma coletiva no seu gabinete, no Centro Administrativo Municipal, para fazer esclarecimentos públicos após o surgimento dos mais diversos “fake news” e também após o deputado José Prado Carapô (DC) ter se pronunciado em recente sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Goiás, atacando o governo jataiense com comentários e denúncias sem qualquer comprovação ou embasamento técnico-científico e legal, com foco na, popularmente conhecida, “PPP do Lixo”. Carapô, desde que assumiu mandato de vereador, tem sido um ferrenho opositor, talvez até o maior “inimigo” pessoal e político de Vinícius Luz.

Na coletiva à imprensa, o prefeito de Jataí abordou sobre a necessidade emergencial da construção do primeiro, de fato, aterro sanitário da cidade, dentro das normas legais ambientais. Na verdade, Jataí possui um “lixão a céu aberto” e que, segundo estimativas, dentro de até dois anos, em meados de 2021, estará completamente saturado, não cabendo mais descartes do lixo urbano coletado.

O “lixão” de Jataí já está quase em sua capacidade máxima de receber descartes do lixo urbano.

POR QUE UMA “PPP”? – Vinícius Luz ressaltou o custo elevado da implantação de um aterro sanitário de verdade, com toda a infraestrutura necessária. O prefeito foi enfático em dizer que a prefeitura não tem como bancar os custos projeto de implantação do aterro sanitário. Assim sendo, o atual governo jataiense defende, como solução mais viável e emergencial, a concretização, após autorização do Poder Legislativo, de uma parceria público-privada (PPP) respeitando toda a lisura e ética necessárias, bem como todas as exigências da legislação em vigor.

O prefeito jataiense fez absoluta questão de ressaltar que não existe a intenção de cobrar uma taxa da população. Vinícius Luz lembrou que existe um acordo feito junto à Câmara de Vereadores, que impede a cobrança de novos impostos municipais neste sentido. Também na coletiva, o gestor municipal repudiou as críticas da oposição, feitas de forma irresponsável e leviana, sem apresentar provas irrefutáveis do que dizem.

Um “lixão a céu aberto”. Esta é a realidade do que deveria ser um verdadeiro aterro sanitário em Jataí.

Vinícius Luz disse que, até o momento, seus opositores só disseram inverdades nas redes sociais da internet, principalmente Facebook e grupos locais de WhatsApp. Ressaltou, ainda, que seus opositores sequer apresentaram ao povo jataiense um projeto alternativo para resolver o problema da necessidade emergencial de um aterro sanitário na cidade.

Na manhã deste sábado, 12 de outubro, o prefeito Vinícius Luz divulgou um vídeo com três minutos de duração onde responde, de forma enfática, dura e incisiva, os ataques que tem recebido de seus opositores. A seguir, assista ao vídeo, na íntegra.

Gravei esse vídeo em virtude das calúnias emitidas contra a minha pessoa, por gente de má-fé e sem caráter, em relação à Parceria Público-Privada que visa resolver o problema do lixo em nosso município, por meio da construção do primeiro aterro sanitário de fato em Jataí. Assista 👇🏻

Posted by Vinícius Luz on Friday, October 11, 2019

 

Abaixo, assista ao polêmico discurso feito na Assembleia Legislativa de Goiás, no dia 8 de outubro, pelo deputado José Prado Carapô (DC), onde o mesmo faz críticas sem qualquer comprovação e ataques pessoais, com alta dose de ironia, ao prefeito de Jataí, Vinícius Luz (PSDB). O vídeo é um trecho da transmissão da TV Assembleia.

 

ENTENDA O POLÊMICO PROJETO DA PPP “DO LIXO”

O “lixão” de Jataí já está quase em sua capacidade máxima de receber descartes do lixo urbano.

Em 17 de setembro deste ano aconteceu uma reunião no gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Jataí, com o intuito de discutir o Projeto de Lei Ordinária nº 035/2019, de autoria do governo municipal , que autoriza a prefeitura a realizar parceria pública privada (PPP) para a concessão dos serviços públicos de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos domiciliares e dos resíduos de limpeza urbana. A matéria prevê a construção de um aterro sanitário adequado à lei federal que trata do assunto.

Autoridades e representantes de órgãos sociais participaram da reunião no gabinete da Presidência da Câmara de Vereadores para tratar sobre o projeto da PPP “do Lixo”.

PARTICIPAÇÕES – Participaram da reunião a presidente da Câmara de Vereadores, Kátia Carvalho; os vereadores Major Davi Pires, Pastor Luiz Carlos, Maria Aparecida (Cida), Thiago Maggioni e Agustinho de Carvalho Filho (Carvalhinho). Também participaram os técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Thiago Oliveira; diretor de Regulação e Fiscalização da pasta, Flávia Assis Leal, Michele Mantelli Xavier e Gilmar Furtado.

Participaram ainda, o tecnólogo e ex-secretário municipal de Meio Ambiente, Cleiver Robson Arjona Chaves; o procurador-geral do Município, Ricardo de Assis Morais; o procurador municipal, Acácio Micena Coutinho; o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Jataí (Codes), Adriano Matheus de Freitas; o procurador-geral da Câmara de Vereadores, Leonardo Melo do Amaral; a procuradora jurídica da Câmara de Vereadores, Renata Silva Oliveira; o representante da Universidade Federal de Jataí (UFJ), Massoiay Pereira Marques; o engenheiro Enio Rodovalho dos Santos (do Codes); e o secretário Municipal de Meio Ambiente, Luciano Lima.

AÇÃO PÚBLICA – A vereadora-presidente Kátia Carvalho abriu a reunião informando que os objetivos do evento eram oferecer, aos vereadores, a segurança necessária para a decisão sobre o projeto em pauta além de construir um diálogo sobre o assunto. O procurador-geral do Município, Ricardo Morais, ressaltou que o atual governo municipal pode sofrer uma ação pública a qualquer momento por não possuir um aterro sanitário adequado às normas federais. “Foi firmado um termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Público, em 2012, em que o Município se comprometeu a realizar a obra”, comentou o procurador.

De acordo com o procurador-geral Ricardo Morais, faltam recursos financeiros para que a própria prefeitura realize a obra e que, por este motivo, a gestão municipal optou por um projeto que autoriza a realização de uma parceria público-privada (PPP), por meio de uma licitação aberta às empresas interessadas.

O “lixão” de Jataí já está quase em sua capacidade máxima de receber descartes do lixo urbano.

ATERRO SATURADO – Falando pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Thiago Oliveira informou que a área do atual aterro já está saturada. Ele também reclamou que os vereadores não procuraram o órgão para obter esclarecimentos técnicos sobre o tema. Thiago Oliveira defendeu, ainda, o projeto elaborado pelos técnicos do município. “Por que gastar R$ 1 milhão com técnicos de fora, se temos pessoal capacitado para realizar aqui o trabalho necessário?”, questionou.

A engenheira ambiental Flávia Leal disse que o aterro atual está sendo utilizado há 30 anos. “Nem pode ser chamado de aterro, por ser um verdadeiro lixão”, declarou ela, acrescentando que “desde 2012 houve muitos gastos para atender exigências legais; a última trincheira construída tem apenas mais três anos de uso; enquanto uma nova não ficava pronta, a antiga continuou sendo usada e sua capacidade foi extrapolada, bem como seu tempo de uso expirou”.

PUNIÇÃO – Os representantes do Meio Ambiente garantiram que todos os estudos necessários foram realizados e os projetos foram cuidadosamente elaborados. O procurador-geral do Município, Ricardo Morais alertou que o Ministério Público tem acompanhado a situação atentamente tendo, inclusive, gerado um auto de infração de R$ 1 mil por dia contra o Poder Público Municipal. “Além dos ônus da obra, sem a PPP, a prefeitura deveria adquirir uma nova área, pois não há como obter licença para o terreno onde hoje se encontra o lixão. Além disso, por falta de um aterro sanitário verdadeiro, estamos perdendo recursos do ICMS Ecológico”, alertou o procurador.

A vereadora Cida disse que sua preocupação era com a PPP. Ela questionou o período de até 35 anos, duração máxima do contrato entre a prefeitura e a empresa vencedora da licitação, segundo estipula o projeto original. “Ficaríamos atrelados a um contrato sem saber o que vai acontecer depois”, explicou a parlamentar, que mostrou fotos do aterro construído pela prefeitura da cidade goiana de Chapadão do Céu com recursos próprios, em uma iniciativa que inclui a coleta seletiva de lixo em todo o município.

(E. p/ D.) Cleiver Robson, Kátia Carvalho, Adriano de Freitas e Ricardo Morais.

COLETA DO LIXO – Thiago Oliveira lembrou que o PL 35 prevê a expansão da coleta coletiva em Jataí, que hoje contempla 13 bairros. O procurador-geral da Câmara de Vereadores, Leonardo Amaral, destacou que a PPP é a ferramenta mais adequada ao município no tema em debate, e que os vereadores teriam condições de fiscalizar o cumprimento do contrato, no futuro. Para o vereador Carvalhinho, não se pode comparar os municípios de Jataí e Chapadão do Céu, devido às dimensões de ambos em termos populacionais. A vereadora Cida citou o orçamento municipal, de cerca de R$ 320 milhões, e indagou se a prefeitura de Jataí não teria condições de arcar com as despesas.

O vereador Thiago Maggioni (PSDB) disse que agentes políticos vão decidir sobre o projeto. “Se a opção não for pela PPP, devemos fazer estudos por alternativas para obter recursos para a obra. E que busquemos recursos em Brasília, com os deputados goianos”, sugeriu o parlamentar.

CONTRA A PPP – O vereador Major Davi Pires disse que seus assessores obtiveram, antes do último recesso parlamentar, a informação de que o atual aterro teria duração de cinco a seis anos. “A estimativa mudou depois que o projeto entrou em pauta”, declarou. “Há problemas com PPPs na Inglaterra e em São Paulo. As PPPs já não são bem vistas na Europa, pois travam o orçamento, podem arrebentar com o município no futuro, alertou Davi Pires. Segundo ele, não há mecanismos para fiscalização. “Dizem que não haverá taxa do lixo, mas é o tesouro municipal quem vai pagar. Precisamos estudar (o PL-035/19) por mais 60 ou 90 dias, dentro da comissão temática ou fora. A arrecadação do município vai aumentar ainda mais. Então, como não temos condições de arcar com esta obra?”, questionou o vereador Major Davi.

DEFENSOR DA PPP – Adriano de Freitas, que defende a PPP proposta pela gestão do prefeito Vinícius Luz (PSDB), colocou o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) à disposição para debater o assunto. “Se for para a prefeitura assumir mais este encargo, como já assumiu vários outros na segurança, na educação e na saúde, vai aumentar a dificuldade com as contas públicas”, alertou Adriano.

O vereador Pastor Luiz Carlos (PSDB) questionou sobre o futuro contrato, caso o projeto seja aprovado. Ricardo Morais explicou que a Procuradoria Municipal vai analisar os melhores procedimentos de manifestação de interesse (PMI) a serem apresentados pelas empresas que vierem a se interessar pelo processo licitatório. “São várias etapas até chegarmos à contratação”, informou o procurador-geral da prefeitura.

ESTUDOS TÉCNICOS – O consultor ambiental Cleiver Robson fez um histórico dos lixões utilizados em Jataí e perguntou sobre a data da sondagem. Thiago Oliveira informou que esta foi feita em 2012. Para Cleiver Robson, os estudos foram realizados baseando-se em dados defasados.

Outro representante do Codes, Ênio Rodovalho solicitou que demandas da prefeitura e da Câmara de Vereadores sejam enviadas para o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) e outros conselhos profissionais. A engenheira Flávia Leal concordou e disse que os documentos que os servidores do Meio Ambiente levaram estavam à disposição. A vereadora-presidente, Kátia Carvalho, também aceitou a oferta de Ênio Rodovalho e disse que não somente o PL 35, mas ainda o Pprojeto de Lei nº 38, que autoriza a prefeitura a realizar PPP no transporte coletivo, seriam enviados aos conselhos para estudos.

A procuradora Renata Oliveira considerou que não havia o que argumentar quanto à parte técnica do projeto, pois fora demonstrada a necessidade da construção de um verdadeiro aterro sanitário. “Por isso dei parecer contrário à contratação de uma equipe, por parte da Câmara (de Vereadores), para realizar novo estudo”, declarou.

No encerramento da reunião, a vereadora Kátia Carvalho disse acreditar que o encontro foi bastante proveitoso com “uma boa discussão”. “Se será PPP ou não, vamos decidir em comissão, com Executivo (prefeitura) e com os vereadores e os técnicos”, disse Kátia Carvalho.

Continue lendo

Estado de Goiás

Governador de GO grava vídeo comentando seu quadro clínico após assessoria negar infarto

“Teve um momento que eu realmente me preocupei”, disse o governador Ronaldo Caiado (DEM) em vídeo divulgado nas redes sociais, gravado direto do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo (SP).

Publicado

em

No começo da noite desta sexta-feira, 11 de outubro, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) gravou direto do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, uma mensagem em vídeo ao povo goiano sobre o seu atual quadro clínico.

São Paulo, SP – Após a divulgação das mais diversas “notícias” e da negativa da assessoria governamental de que o governador de Goiás, Ronaldo Ramos Caiado (DEM) teria sofrido um infarto no começo da tarde da quarta-feira, 9 de outubro, o governador resolveu gravar uma mensagem em vídeo, diretamente do apartamento onde está internado, há dois dias, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP). “Teve um momento que eu realmente me preocupei”, disse o governador goiano no vídeo divulgado nas redes sociais no começo da noite desta sexta-feira, 11.

Na gravação, Ronaldo Caiado confirmou ter sido submetido à uma angioplastia. “As coisas tomaram o caminho certo e hoje já estou aqui, fui submetido a uma angioplastia, estou bem, vocês estão vendo”, disse. Na tarde da última quarta-feira (9), Caiado passou mal com fortes dores no tórax e foi internado Hospital do Coração de Goiás, em Goiânia, após sentir dor torácica. No período da noite do mesmo dia, Caiado foi transferido da capital goiana para o Sírio-Libanês, em São Paulo.

EM SÃO PAULO – Na manhã da quinta-feira (10), os médicos do Hospital Sírio-Libanês submeteram o governador goiano à uma “bateria” de testes e não detectaram a ocorrência de um infarto. Entre os exames feitos em Caiado, foram realizados um cateterismo e uma angioplastia, com a implantação de um stent, ou seja, uma prótese utilizada para evitar a obstrução de vasos sanguíneos.

Nesta sexta-feira, 11, Ronaldo Caiado deixou a Unidade Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês e foi levado para um apartamento da unidade de saúde. Também nesta sexta, Caiado foi submetido à uma endoscopia e também à uma rigorosa avaliação médica. A assessoria de Imprensa do governador divulgou uma nota oficial confirmando que “não foram detectados problemas”.

Um boletim médico, divulgado próximo à hora do almoço, informou que Caiado passava bem. “Ele dormiu tranquilamente e se alimenta normalmente”, diz o texto. O governador goiano está com familiares e amigos em um apartamento do Sírio-Libanês e vai permanecer sob observação médica pelas próximas 48h, ou seja, até domingo, 13 de outubro.

MENSAGEM – Ainda sobre o vídeo gravado e divulgado no começo da noite desta sexta-feira, 11, pelo governador, ele agradeceu a Deus e ao povo goiano. “Quero agradecer a Deus, a todos vocês, por essa corrente de oração que fizeram por mim. Todo o Estado de Goiás. Agora a gente continua a luta. Vamos voltar, em breve, ao nosso querido Estado de Goiás, junto ao meu povo”, finalizou Caiado.

Assista, a seguir, ao vídeo gravado pelo governador.

Continue lendo

Estado de Goiás

Após exames, assessoria do governador de GO nega infarto

Segundo a assessoria do governador, os exames mostraram que ele não teve nada grave e que a notícia de que Caiado sofreu um infarto não procede. Ele deve ter alta amanhã (10), pela manhã.

Publicado

em

A assessoria do governador goiano, Ronaldo Caiado, negou no final da tarde desta quarta-feira, 9, que o político sofrera um infarto.

Goiânia, GO – Depois que toda a imprensa divulgou que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) teria sofrido um infarto no começo da tarde desta quarta-feira, 9, e de que o político havia sido internado no Hospital do Coração de Goiás, em Goiânia – informação esta que foi confirmada pela própria unidade de saúde – no final da tarde desta quarta-feira, por meio da conta oficial no Twitter, a assessoria de imprensa do governador Ronaldo Caiado informou que ele não sofreu um infarto.

Segundo a publicação no Twitter, os exames aos quais Caiado foi submetidos, mostraram que ele não teve nada grave e que já passa bem. Ainda segundo a publicação governamental, Ronaldo Caiado deve ter alta médica nesta quinta-feira, 10 de outubro.

Publicação postada pela assessoria do governador de Goiás, por volta das 17h30 desta quarta-feira, 9 de outubro, no Twitter.

“O governador Ronaldo Caiado teve um mal estar esta tarde e foi levado para o hospital (do Coração de Goiás) por precaução. Felizmente está tudo bem! Os exames mostraram que ele não teve nada grave. A notícia de que ele sofreu um infarto não procede. Ele deve ter alta amanhã (10) de manhã.”, diz a publicação no Twitter.

O Hospital do Coração de Goiás confirmou que o governador Ronaldo Caiado está internado na instituição, mas que qualquer informação sobre o quadro clínico do governador somente vai ser repassado à família dele.

Continue lendo

É proibida a reprodução, total ou parcial, ou mesmo fragmentada de qualquer conteúdo publicado aqui no PORTAL REDE POP, em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização por escrito do diretor-proprietário do PORTAL REDE POP, jornalista Terry Marcos Dourado.

Os infratores estão sujeitos às penalidades legais estabelecidas pela legislação brasileira em vigor. Para solicitações ou dúvidas, favor entrar em contato pelo e-mail: contato@portalredepop.com.

Diretor-Proprietário, Diretor Geral de Conteúdo e Jornalista Responsável: TERRY MARCOS DOURADO – RP n. 2.098 – MTE-DRT/GO.

PORTAL REDE POP é um portal de notícias/jornalismo e entretenimento, multiconteúdo transmídia e crossmedia, o primeiro nestas características do interior do Estado de Goiás, produzido e realizado pela Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e ProduçõesCNPJ nº 30.245.426/0001-76; Insc. Estadual nº: 52.8.0401793-2 e Insc. Municipal nº: 3.03.4194-01. Escritório regional sediado em Jataí, Estado de Goiás – Brasil.

Todo conteúdo produzido e publicado pelo PORTAL REDE POP é de inteira responsabilidade da Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e Produções e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Pop TV; Estelar Filmes; Jornal Gazeta Popular; PopMix RádioWeb; Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e Canal Hiper T (Youtube). Todos os direitos reservados.

WhatsApp

Contatos Diretos

Estes são os meios para contato direto com o Portal Rede Pop.

WHATSAPP:(64) 9 8459-3531

TELEGRAM:(64) 9 8459-3531

JORNALISMO GERAL:

jornalismo@portalredepop.com

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre quaisquer assuntos de qualquer área do Jornalismo. Quando for o caso, garantimos sigilo às nossas fontes.

ENTRETENIMENTO GERAL:

contato@portalredepop.com

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre conteúdos da área de entretenimento (notas, convites para eventos culturais, shows, etc.)

ASSUNTOS COMERCIAIS:

comercial@portalredepop.com

Anúncios, publicidades, informes publicitários, etc.

EVENTOS E PROMOÇÕES:

eventos@portalredepop.com

E-mail específico para pedido de informações e inscrições em eventos e promoções diversas do Portal Rede Pop.

POP TV (conteúdo audiovisual):

poptv@portalredepop.com

E-mail exclusivo para dúvidas, sugestões e solicitações referentes aos vídeos e programas produzidos e exibidos pela POP TV, a WebTV do Portal Rede Pop.

Teremos imenso prazer em receber seu contato.

Rádio PopMix AO VIVO

Jornal da Pop AO VIVO

Facebook

Mais Lidas