CidadesDestaque

Clínica de Jataí é condenada a pagar indenização de R$ 600 mil por erro de médico anestesista

O juiz titular da 2ª Vara Cível e Fazendas Públicas, Thiago Soares Castelliano Lucena de Castro, sentenciou a indenização por danos morais em R$ 600 mil, sendo 20% para ser arcado pelo médico anestesista e o restante pela clínica.

Clínica Santa Clara, no centro de Jataí, em Goiás recebeu condenação judicial de R$ 600 mil a paciente por erro de médico anestesista. | © Google Street Wiew
1.61KVisualizações
Portal Rede Pop Notícias e Entretenimento

Nesta sexta-feira (15), o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) publicou que a paciente C.M.R.N. vai ser indenizada em R$ 600 mil após submeter-se à cirurgia plástica reparadora de mama e abdômen e ficar com sequelas motoras e psicológicas permanentes. O caso aconteceu em junho de 2003 na Clínica Santa Clara, em Jataí, cidade da região sudoeste de Goiás.

Devido a complicações após a anestesia, hoje a mulher precisa de ajuda para tarefas simples, como alimentação e higiene pessoal. O juiz titular da 2ª Vara Cível e Fazendas Públicas, Thiago Soares Castelliano Lucena de Castro, sentenciou a indenização por danos morais em R$ 600 mil, sendo 20% para ser arcado pelo médico anestesista e o restante pela clínica.

A indenização vai ser dividida em R$ 400 mil para a paciente e R$ 200 mil para seu marido, que a representou na ação. Em sua justificativa, o juiz Thiago Castelliano ressaltou que a grande repercussão do caso no meio social, chegando a ser muito intensa, além do caso ter sido publicado pela imprensa. “a vítima teve seu direito da personalidade violado pelos réus, a partir do momento que foi privada de viver normalmente”, destacou o magistrado.

CIRURGIA – Consta nos autos que a cirurgia plástica de C.M.R.N transcorreu normalmente. Ela foi levada para o quarto cerca de 30 minutos após o término do procedimento, ainda sedada. Os familiares perceberam que ela estava pálida, com aspecto cadavérico e a pele gelada. A técnica em enfermagem acionou um médico para fazer massagem cardíaca na paciente, a qual foi transferida, de avião, para Goiânia, sendo internada no Hospital Neurológico.

NEGLIGÊNCIA – Para constatar a negligência por parte do anestesista, o juiz constatou através de depoimentos, que não foi obedecido a resolução do Conselho Federal de Medicina em vigor na época, a qual determina ser indispensável a consulta com o paciente antes de aplicar qualquer anestesia. E isso não ocorreu. Segundo Thiago Castelliano, o anestesista agiu com dupla negligência porque não conheceu das condições clínicas da paciente com a devida antecedência e concedeu a alta precoce do centro cirúrgico.

SENTENÇA – Na sentença, verificou-se que a Clínica Santa Clara não dispunha de médico plantonista e profissional de enfermagem responsável trabalhando no horário da internação da paciente, dentre outras irregularidades, como ausência de sala de recuperação pós-anestésica e central de materiais esterilizados. Meses depois do caso, o setor de internação foi interditado por não cumprir exigências do Ministério da Saúde.

Ainda conforme a sentença, a paciente deverá receber pensão mensal vitalícia de um salário mínimo, uma vez que ela ficou incapacitada de exercer qualquer trabalho. A direção da Clínica Santa Clara ainda não se pronunciou à imprensa.

Portal Rede Pop Notícias e Entretenimento
Terry Marcos Dourado
Jornalista, radialista, apresentador de TV e WebTV, cerimonialista em eventos, também artista e "youtuber" no Estado de Goiás; com mais de 27 anos de experiência profissional em Jornalismo (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop (Gazeta Popular, PopTV, PopMix RádioWeb, Estelar Filmes, Agência PopStar e o Canal Hiper T, no Youtube.).

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta