Conecte-se conosco

Comportamento

Babado forte: “Já fui cantado por outros jogadores, acontece no futebol” declara ex-jogador

A metrossexualidade não deve ser considerada um tabu. Os homens devem sempre se cuidar da melhor forma que podem. E isso nada tem a ver com desejo ou orientação sexual. Não tem a ver com a homossexualidade.

Publicado

em

Da Redação Central, em Jataí (GO) – Que o meio esportivo tem uma energia forte de homoerotismo e que há muitos desejos reprimidos, disso ninguém duvida. É um ambiente cheio de contrastes e contradições. Pessoas do mesmo sexo se abraçam, trocam carinhos, mas tudo feito com um rigoroso “sistema de controle de qualidade”, com vigilância extrema para “não dar pinta” ou “não passar do ponto” e ser flagrado “dando close”. Mas que no meio esportivo há muitos que curtem uma relação bi ou homossexual, isso é fato, sem qualquer sombra de dúvida.

O estudante de medicina Lucas Arantes, 33 anos, que deixou os campos do futebol e as passarelas para uma carreira totalmente diferente do que já tentou, revelou já ter sido assediado por outros jogadores enquanto fazia parte do time Uberaba Sport Clube. Lucas foi fisgado por agências de modelo enquanto ainda jogava no clube, e logo após tentou ser Mister Brasil 2013. Sempre destacado pela beleza e corpo bem cuidado durante os jogos, ele contou que as cantadas nem sempre chegavam de mulheres.

O modelo e ex-jogador de futebol, Lucas Arantes, confirma que já foi muito assediado por jogadores no ambiente esportivo.

“Ainda existe esse tabu de não se revelarem, há um preconceito interno, todos lembram do Richarlyson, foi um caso emblemático. Mesmo assim já presenciei cantadas de outros jogadores”, declara. O estudante de medicina se considera metrossexual e não nega os cuidados regrados com o corpo com ninguém. “A metrossexualidade não deve ser considerada um tabu, nós homens devemos nos cuidar também, isso não deve ser taxado como homossexualidade”.

Com informações de Tawany Santos/CO Assessoria.

Mas, o que é ser um metrossexual?

A metrossexualidade (ou metrossexual) é um termo originado nos finais dos anos 1990, pela junção das palavras metropolitano e sexual, sendo uma gíria para um homem urbano excessivamente preocupado com a aparência, gastando grande parte do seu tempo e dinheiro em cosméticos, acessórios, roupas e tem suas condutas pautadas pela moda e as “tendências” de cada estação. Nada tem a ver com desejo, orientação ou experiências sexuais.

Com beleza singular tanto de rosto quanto de corpo, o modelo e ex-jogador de futebol, Lucas Arantes, confirma que já foi muito assediado por jogadores no ambiente esportivo.

O termo “metrossexual” foi usado pela primeira vez em 1994 pelo jornalista britânico Mark Simpson e foi aproveitado pelas revistas masculinas britânicas e norte-americanas para fazerem desta definição o seu público-alvo. Depois da sua utilização ter decrescido nos Estados Unidos, o termo foi reintroduzido em 2000, mas somente em 2002 é que o termo “metrossexual” se popularizou.

Tudo começou com um novo artigo de Mark Simpson, onde afirma que um exemplo conhecido de alguém que se encaixa no perfil do metrossexual é David Beckham, ex-atleta de futebol e constantemente associado a diminuição dos tabus relativos à lacuna existente entre a homossexualidade e a cultura gay, que gosta de passar o dia nas compras, cuidar das unhas, ir ao cabeleireiro, fazer depilação completa ou cuidar excessivamente do corpo. Após a publicação de tal artigo, a empresa Euro RCSG Worldwide adotou a palavra numa pesquisa de mercado e o jornal americano The New York Times deu uma grande destaque à metrossexualidade, difundindo amplamente o termo.

O ex-jogador de futebol, David Beckham é uma das primeiras referências de metrossexualidade.

MARCAS – Os metrossexuais são conhecidos por não viverem sem a sua marca predileta de hidratante para a pele, apreciarem um bom vinho, sonharem com o último modelo de carro desportivo, preocupação com a calvície e gostarem de comprar roupas de marca famosas, além de não abrirem mão do perfume de griffe que os colocam sempre em evidência. Essas pessoas vaidosas, geralmente na faixa etária superior aos 35 anos, costumam estar bem colocados profissionalmente.]

O jogador português, Cristiano Ronaldo, é outra referência de metrossexualidade.

TENDÊNCIA – Mais do que uma moda passageira, a presença deste homem metrossexual está bem viva nos Estados Unidos e na Europa, e ainda timidamente aqui no Brasil, tendo o mercado de acessórios masculinos e femininos crescido exponencialmente. Marcas como Dolce & Gabbana, Ferr De Laria, Giorgio Armani, Prada, Chanel, Victoria Secret ou Versace têm colocado cada vez mais artigos à disposição dos seus clientes metrossexuais. Por outro lado, a marca de sapatos de design italiano Tod’s tem-se dedicado a modelos feitos à mão para este nicho de mercado. A dominância entre os metrossexuais é a roupa de grife excessivamente justa que destaca os glúteos e a utilização de pulseiras delicadas.

O aparecimento recente deste termo está ligado à alteração de comportamento de parte de integrantes do sexo masculino no final do século 20. Tal como as mulheres, este segmento começou a folhear as revistas masculinas para saberem o que está ou não na moda e adaptarem ao seu estilo sem gênero claramente definido. Deixaram de cortar o cabelo no barbeiro e passaram a frequentar com mais assiduidade os institutos de beleza e spas femininos. Têm cuidados com a sua pele e sentem-se menos embaraçados para entrarem numa perfumaria e adquirirem cosméticos para si. Para se ter uma ideia da evolução deste comportamento masculino, nos anos 1970, apenas alguns homossexuais masculinos se preocupavam com tais questões.

CORPO – O termo “metrossexual” também se aplica a pessoas excessivamente preocupadas com o corpo e aparência física, os “viciados” em academia de musculação, fazendo com que a obsessão pelo próprio corpo transgrida os desejos sexuais e fortaleça a atração por pessoas de mesma aparência, e na maioria dos casos, do mesmo sexo.

É cada vez mais comum o homem atual ter uma preocupação, quase obsessiva, com o próprio corpo.

O metrossexual de academia se preocupa com horários que come, quantidade de proteína ingerida, e hora do início do processo catabólico. Suas refeições são padronizadas e todas selecionadas para evitar perda de massa muscular para manter a definição mais próximo ao perfeito. Estudos apontam que pessoas que têm assiduidade em suas academias passando maior parte do tempo admirando formas físicas “perfeitas” e tentando chegar ao mesmo padrão, admirando-se em frente a espelhos.

Tais pessoas são consideradas “metrossexuais ativo-passivos”. Possuem uma grande oscilação de humor, alta irritabilidade e comportamento explosivo em virtude de sua dúvida sobre a própria orientação sexual. Estes fatos não se aplicam somente a frequentadores assíduos e fiéis de academia, mas também, se aplica a todos que estão sempre buscando de qualquer maneira estar com o corpo o máximo possível próximo à perfeição, e gastam tempo excessivo dedicando-se à própria imagem.

Nos tempos atuais, a vaidade é cada vez mais um comportamento também masculino.

Jornalista, radialista, apresentador de TV e WebTV, cerimonialista em eventos, também artista e "youtuber" no Estado de Goiás; com quase 30 anos de experiência profissional em Jornalismo (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Jornal Gazeta Popular, PopTV, PopMix RádioWeb, Estelar Filmes, Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e o Canal Hiper T, no Youtube.

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

PAIS EM ALERTA: Boneca Momo volta a aparecer em vídeos infantis ensinando crianças a se suicidarem

Publicado

em

Em 2018, a personagem boneca Momo tomou conta da internet com vídeos de um tal “Desafio Momo”, que encorajava internautas a tentarem entrar em contato com a entidade, Depois de passar um bom tempo desaparecida, a boneca malígna retornou e tem preocupado as pessoas em todo o mundo.

De acordo com alguns relatos, a personagem tem surgido no meio de alguns vídeos de slime e até de desenhos animados, no YouTube Kids. Durante a sua aparição, a boneca ensina o passo a passo de como as crianças devem fazer para se suicidarem, cortando os pulsos.

AOS PAIS – Depois de aparecer em vídeos do Google, a plataforma se posicionou e afirmou que afirmando que “apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não teve links recentes sinalizados ou compartilhados do YouTube que violem nossas diretrizes da comunidade”.

O Google pede para que os pais denunciem esse tipo de conteúdo, caso o vejam na plataforma. Em um momento como esse, é importante se atentar aos conteúdo aos quais as crianças acabam tendo contato na internet. Além disso, os psicólogos afirmam que é preciso prestar atenção em alguns sinais que podem se manifestar nas crianças, como mudança de comportamento, isolamento e frequente estado emocional de tristeza.

Vídeos da tal boneca Momo foram visualizados também na rede social WhatsApp.

Continue lendo

Artes Visuais

“Babado da Semana” estreia no YouTube com comentários polêmicos de jornalista goiano

Publicado

em

PAPO RETO, DIRETO, SEM MIMIMI…. TÁ NO AR O “BAFÃO DA SEMANA“. O artista e jornalista de Goiás, Terry Dourado, estreou na noite do domingo, 1º/10, uma nova série produzida para o seu canal de vídeos na plataforma YouTube, o Canal Hiper T, comentando em um papo bem reto o que, até então, ninguém teve a coragem de comentar com foco no estardalhaço de polêmicas que contagiaram o Brasil nestes últimos dias, sobre as imagens que mostram uma criança, uma menina – incentivada e convencida pela mãe – tocando em um homem que fazia uma performance artística completamente nu no Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP, no final de setembro de 2017.

A série “BAFÃO DA SEMANA” promete trazer sempre um papo reto sobre assuntos polêmicos, sem rodeios e subterfúgios. A proposta, segundo Terry Dourado, é exibir uma série de vídeos opinativos e reflexivos, com conteúdo real e opinião autêntica, sempre em formato de vlog, “afinal, as hipocrisias humanas precisam ser escancaradamente explicitadas, refletidas e combatidas”, comentou Dourado.

O youtuber goiano faz um alerta. Ao contrário da grande maioria do conteúdo publicado no Canal Hiper T, o seriado “BAFÃO DA SEMANA” não é comédia, nem um produto ficcional de entretenimento. “É a realidade escancarada e provocada à reflexão social. Assista. Reflita. Curta e compartilhe. Ah! E assine o canal para fortalecê-lo. A gente já te agradece”, comentou Terry Dourado.

A seguir, assista ao episódio de estreia do seriado “BAFÃO DA SEMANA”.

Continue lendo

Comportamento

Dia da Mulher: Em 2016, 503 mulheres foram agredidas fisicamente, por hora, no Brasil

Publicado

em

Além de cumprimentar carinhosamente as mulheres pelo significado de lutas e empoderamento que a data do 8 de março – Dia Internacional da Mulher – representa; o Portal Rede Pop publica esta reportagem especial com números revoltantes, preocupantes, alarmantes que revelam o, ainda forte, poder violento do machismo imperando em todos os Estados Brasileiros.

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou nesta quarta-feira (8/03) números de uma estatística chocante. Durante o ano passado, 503 mulheres foram agredidas fisicamente, POR HORA, no Brasil. Isso quer dizer que 4 MILHÕES e 400 MIL MULHERES BRASILEIRAS FORAM AGREDIDAS em 2016, ano em que 66% dos brasileiros presenciaram uma mulher sendo agredida física ou verbalmente, ou seja, dois a cada três brasileiros presenciaram uma situação como essa. Alguns tipos de violência contra a mulher são banalizados na sociedade brasileira.

Saiba o que é uma violência invisível e confira outras informações, e outros números desta estatística chocante, na reportagem em áudio, clicando no player abaixo. Reportagem de Bruna Goularte, exibida no jornal Central de Notícias, programa jornalístico diário da PopMix RádioWeb, de segunda a sexta, 18 horas, ao vivo. Ouça.

NÚMEROS DE UMA ESTATÍSTICA CHOCANTE

Para denunciar agressões contra mulheres, ligue grátis para o número 180.

Para denunciar agressões contra mulheres, ligue grátis para o número 180.

Em 2016: 503 mulheres foram agredidas fisicamente, POR HORA, no Brasil.

Em 2016: 4.400.000 (4,4 MILHÕES) de mulheres brasileiras foram agredidas, neste ano.

Em 2016: 66% dos brasileiros (2 a cada 1 brasileiro) presenciaram uma mulher sendo agredida, verbal ou fisicamente.

Verbais: A violência mais comum sofrida pelas mulheres no Brasil são as violências verbais, ou seja, por meio de humilhação, xingamento e insultos.

Em 2016: O Brasil teve 12 MILHÕES de mulheres agredidas/ofendidas verbalmente.

Ameaças de morte: Em 2016, QUASE 2 MILHÕES de mulheres foram ameaçadas com faca ou arma de fogo no Brasil.

Ameaças de violência física: Em 2016, 5 MILHÕES de mulheres sofreram ameaças de alguma violência física.

Agressão sexual: Em 2016, QUASE 4 MILHÕES de mulheres sofreram agressão sexual.

Espancamentos: Em 2016, 1 MILHÃO E 400 MIL (1,4 MIL) mulheres foram espancadas ou sofreram tentativas de estrangulamento.

Tiros: Em 2016, 257 MIL mulheres foram alvejadas com tiro(s) de arma de fogo.Isso, no Brasil.

Enquanto mulheres tiverem medo de formalizarem denúncias de agressão, infelizmente, os números desta estatística chocante tendem a aumentar.

Enquanto mulheres tiverem medo de formalizarem denúncias de agressão, infelizmente, os números desta estatística chocante tendem a aumentar.

MAIS DA METADE das mulheres agredidas não tomou qualquer atitude, nem procurou ajuda para denunciar as agressões.

COMO DENUNCIAR: Para denunciar um caso de violência, a mulher (ou qualquer cidadão) deve comparecer a qualquer delegacia policial e fazer um Boletim de Ocorrência. Também é possível fazer uma denúncia diretamente à Central de Atendimento à Mulher, ligando grátis para o número 180. A denúncia é anônima. O serviço está disponível 24 horas diárias, todos os dias da semana.

assine-newsletter

ATENÇÃO! – ASSINE GRÁTIS com seu e-mail o Boletim Informativo (Newsletter) do Portal Rede Pop e seja automaticamente informado toda vez que publicarmos uma notícia nova aqui no portal. Para assinar grátis é fácil. Vá para o campo disponível no topo da coluna à direita desta tela. Lá, digite seu e-mail e clique no botão de confirmação. Pronto! Procure em seu e-mail (ou caixa de spam) pelo e-mail cujo remetente será sempre a palavra “master“. Abra e leia. Viu como é fácil? Aproveite.

Continue lendo

É proibida a reprodução, total ou parcial, ou mesmo fragmentada de qualquer conteúdo publicado aqui no PORTAL REDE POP, em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização por escrito do diretor-proprietário do PORTAL REDE POP, jornalista Terry Marcos Dourado.

Os infratores estão sujeitos às penalidades legais estabelecidas pela legislação brasileira em vigor. Para solicitações ou dúvidas, favor entrar em contato pelo e-mail: [email protected].

Diretor-Proprietário, Diretor Geral de Conteúdo e Jornalista Responsável: TERRY MARCOS DOURADO – RP n. 2.098 – MTE-DRT/GO.

PORTAL REDE POP é um portal de notícias/jornalismo e entretenimento, multiconteúdo transmídia e crossmedia, o primeiro nestas características do interior do Estado de Goiás, produzido e realizado pela Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e ProduçõesCNPJ nº 30.245.426/0001-76; Insc. Estadual nº: 52.8.0401793-2 e Insc. Municipal nº: 3.03.4194-01. Escritório regional sediado em Jataí, Estado de Goiás – Brasil.

Todo conteúdo produzido e publicado pelo PORTAL REDE POP é de inteira responsabilidade da Agência Prodartcom Jornalismo, Eventos e Produções e suas Divisões de Conteúdos Específicos: Pop TV; Estelar Filmes; Jornal Gazeta Popular; PopMix RádioWeb; Agência PopStar Artistas, Modelos e Produções e Canal Hiper T (Youtube). Todos os direitos reservados.

WhatsApp

Contatos Diretos

Estes são os meios para contato direto com o Portal Rede Pop.

WHATSAPP:(64) 9 8459-3531

TELEGRAM:(64) 9 8459-3531

JORNALISMO GERAL:

[email protected]

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre quaisquer assuntos de qualquer área do Jornalismo. Quando for o caso, garantimos sigilo às nossas fontes.

ENTRETENIMENTO GERAL:

[email protected]

Envie sugestões de pautas, convites para eventos, textos, fotos, áudios, vídeos sobre conteúdos da área de entretenimento (notas, convites para eventos culturais, shows, etc.)

ASSUNTOS COMERCIAIS:

[email protected]

Anúncios, publicidades, informes publicitários, etc.

EVENTOS E PROMOÇÕES:

[email protected]

E-mail específico para pedido de informações e inscrições em eventos e promoções diversas do Portal Rede Pop.

POP TV (conteúdo audiovisual):

[email protected]

E-mail exclusivo para dúvidas, sugestões e solicitações referentes aos vídeos e programas produzidos e exibidos pela POP TV, a WebTV do Portal Rede Pop.

Teremos imenso prazer em receber seu contato.

Rádio PopMix AO VIVO

Jornal da Pop AO VIVO

Facebook

Mais Lidas