© Reprodução da internet

Receber um bom boquete ajuda a produzir hormônios que têm efeitos protetores contra câncer, doenças cardíacas, entre outras.

Vamos abordar o assunto sexo oral com informalidade e sem qualquer tabu, certo? Pois bem. Há um antigo dito popular que insiste em afirmar que “boquete e copo d’água não se nega a ninguém”. E baseando-se nesta afirmativa popular, a gente informa a você que a prática do sexo oral, seja na mulher ou no homem – quando bem feita –  além de ser uma das formas mais gostosas de obter orgasmos, também é capaz de proporcionar muitos benefícios para a saúde de qualquer pessoa, independente do gênero, da orientação sexual ou da identidade de gênero dela.

A confirmação de que um caprichado e “bom boquete” faz muito bem à saúde humana foi comprovado por uma pesquisa da State University of New York (Universidade Estadual de Nova Iorque), nos Estados Unidos. A pesquisa científica monitorou 150 casais, metade dos quais foram orientados a se concentrar fortemente em sexo oral em seu relacionamento, a outra metade não tanto. O estudo revelou uma diferença notável na forma como os dois grupos dormiram.

O resultado final da pesquisa inédita mostrou que os 75 casais que se concentraram mais em sexo oral apresentaram melhor qualidade de sono, também níveis de ansiedade e estresse mais baixos e aumento da intimidade, dentro e fora do quarto, com as pessoas parceiras sexuais.

Na conclusão geral e final da pesquisa da State University of New York, fazer ou receber sexo oral ajuda a produzir hormônios como a ocitocina e dehidroepiandrosterona (DHEA), que têm efeitos protetores contra câncer, doenças cardíacas, entre outras. Vale ressaltar que, algumas pessoas usam suplementos de DHEA para melhorar o seu desejo sexual, construir músculos, combater os efeitos do envelhecimento e melhorar algumas outras condições de saúde.

A ocitocina é conhecida por ter efeitos sedativos, oferecendo benéficos para seu sono, de acordo com o relatório. E a prática do sexo oral também produz endorfina, que também é benéfica para quem sofre de insônia ou têm noites agitadas de sono e, inclusive, pode até aliviar dores de cabeça da enxaqueca, sugere o estudo da universidade americana.

Somado a isso, existe uma estatística que afirma que 25% dos homens vão sofrer, ou já sofreram de ejaculação precoce em algum momento de suas vidas. Por este motivo, psicólogos e terapeutas sexuais recomendam este método alternativo, o sexo oral, como tentativa de prolongar a experiência para ambos os parceiros.

© Reprodução da internet
O outro lado do sexo oral: os riscos de infeção por uma DST. Veja na foto um dos riscos da prática sexual sem preservativos. [© Reprodução da internet]

PERIGO – Mas, em termos de sexo, nem tudo “são flores”. Há “espinhos” (riscos). A prática de sexo oral é polêmica, pois um grupo de especialistas afirma que é muito pequena, ou muito difícil, se infectar por alguma Doença Sexualmente Transmissível (DST), inclusive pelo HIV, o vírus da aids, por meio da prática do sexo oral “in natura”, ou seja, sem o uso de preservativo (a camisinha).

Um expressivo grupo sexualmente ativo é contra embalar o pênis ou a vagina para chupá-los, alegando ser tão sem-graça quanto “chupar uma bala doce, sem sentir o gosto da bala”.

Mas, não se pode negar a informação de que já foi comprovado que, embora os riscos são menores do que a prática do sexo anal ou vaginal, é sim, possível, ocorrerem infecções por DST na prática do sexo oral. Especialistas recomendam “examinar” discretamente o pênis ou a vagina antes de cair de boca neles. Verifique o odor (se for forte, não chupe em hipótese alguma!).

Verifique se há microcaroços ou algum tipo de corrimento (“leitinho”, “suquinho”, “babinha” estranha e, geralmente, mal-cheirosa, geralmente de coloração esbranquiçada ou amarelada), e em caso afirmativo na verificação discreta, invente uma desculpa e jamais coloque sua boca em risco.

Além de contaminação pelo vírus do HIV/Aids, há também outras doenças terríveis como a sífilis, gonorreia, herpes, entre inúmeras outras. Todo cuidado é pouco.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Terry Marcos Dourado
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

Jataí (GO): Mais de 5 mil inscritos vão fazer as provas do Enem neste domingo, 5/11

Em Goiás, 219.296 estudantes devem fazer as provas do Enem neste domingo, 5/11. Em todo o …