Pesquisadores da Emater-GO já conseguiram produzir 53 variedades do pequi, tradicional fruto goiano.

O pequi é, talvez, o mais tradicional e famoso ingrediente – junto com a guariroba – da culinária goiana. Um fruto de aroma e sabor fortes e exóticos, começa a ganhar uma diversidade de cor. E não é só isso. Os traiçoeiros espinhos estão deixando de existir. Tantas novidades fazem parte dos trabalhos de pesquisadores da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater-GO) que estão replicando variedades e verificando a adaptação dessas mudas. Mil mudas foram plantadas na Estação Experimental de Anápolis, que possui um clima mais ameno para verificar a adaptação.

O banco de germoplasma da Emater-GO, local de variedades que terão os materiais genéticos replicados que farão com que cresçam e desenvolvam, conta com 53 variedades de pequi. Representantes da diretoria da Emater acompanharam a implantação das variedades na estação. Incluso nas metas da gestão da Emater-GO, o plantio das mudas de pequi na Estação Experimental de Anápolis também proporciona uma segurança para a preservação das variedades. Segundo a diretora de Pesquisa Agropecuária da instituição, Maria José Del Peloso, a iniciativa marca os avanços dos estudos na área de espécies nativas do Cerrado. Segundo ela, as pesquisas vão continuar.

Com cada vez mais variedades e menos espinhos internos, o pequi vem conquistando mais provadores e fãs.
Com cada vez mais variedades e menos espinhos internos, o pequi vem conquistando mais provadores e fãs.

VANTAGENS – A Emater-GO ressaltou que o plantio das novas variedades do pequi proporciona vantagens aos produtores rurais em Goiás por meio da validação das variedades em um clima mais ameno e com maior precipitação, o que foge das habituais características para plantio. “Geralmente os pequizeiros são cultivados em áreas mais secas. Esperamos apresentar aos produtores como as variedades reagiram ao clima ameno característico de zonas de altitudes mais elevadas”, explicou a pesquisadora.

Os produtores rurais que pretendem investir na produção de pequi poderão, por meio da pesquisa desenvolvida pela Emater-GO, conseguir mudas para o plantio em diversas áreas de clima ameno. Após a análise, poderemos levar essas variedades aos produtores rurais e proporcionar melhorias na obtenção de renda por meio do trabalho desenvolvido pela Emater. No momento, a pesquisa está na fase de instalação. Estima-se que a análise deve durar cinco anos, a considerar as fases de mensuração dos resultados sobre a adaptação dos pequizeiros ao clima da região de Anápolis, na região metropolitana de Goiânia.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Terry Marcos Dourado
Carregar mais por Agronegócios

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

Grávida, cachorrinha ganha ensaio fotográfico de dona e vira “musa” da internet

Grávida de três anos, a cachorrinha Cindy além do nome de uma verdadeira “lady”…