Home Saúde Bem-Estar O que vem por aí no outono 2017 e quais os impactos na nossa saúde?

O que vem por aí no outono 2017 e quais os impactos na nossa saúde?

0
0
149

Desde que o Hemisfério Sul se despediu do verão às 07h29min, no horário de Brasília (DF), no dia 20 de março passado, já estamos sentindo todas as oscilações de clima e temperatura típicas do outono, uma estação de transição entre o verão e o inverno. Meteorologistas afirmam que o outono em vigor será será bem diferente do sufocante outuno de 2016 que, por ter sido influenciado pelo fenômeno climático conhecido como El Niño, ou seja, o aquecimento das águas do Oceano Pacífico, nos trouxe, há um ano, uma estação extremamente quente e abafada.

“As estações dependem da temperatura dos oceanos e principalmente do Oceano Pacífico, que é o maior do globo. O fenômeno meteorológico fez com que o calor predominasse e a chuva mais volumosa ficasse concentrada no Sul do Brasil no outono de 2016. Desta vez, as chuvas tendem a diminuir lentamente sobre boa parte do país”, informou o meteorologista Celso Oliveira.

De acordo com a Somar Meteorologia, a tendência é de que, neste outono de 2017, as chuvas ainda aconteçam com uma certa frequência nos meses de março, abril e maio. Com a ausência do El Niño, os sistemas meteorológicos como a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), umidade do litoral e as instabilidades tropicais fazem com que a umidade da Amazônia se espalhe em muitas regiões brasileiras, garantindo assim, que o outono seja mais úmido em comparação com o outono de 2016.

CENTRO-SUL – As simulações meteorológicas apontam que o Centro-Sul do Brasil deve receber chuva acima da média devido à atuação de frentes frias, sendo próxima do esperado para o período no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. “As precipitações também devem ocorrer no Centro-Norte, mas os acumulados não serão suficientes para alcançar à média climática para a estação”, ressaltou o meteorologista Celso Oliveira.

“DANÇA” DAS TEMPERATURAS – Além da diminuição das precipitações com a proximidade do inverno, estação que começa em 21 de junho, outras características são comuns no outono, como o início das ondas de frio, a incidência de nevoeiros e geadas em áreas produtoras. Segundo meteorologistas, o outono de 2017 vai ser marcado pela oscilação de temperaturas, alternando períodos quentes com ondas de frios fortes. As temperaturas só devem ficar abaixo do esperado para a estação no extremo norte do país por conta da atuação da ZCIT, e no leste do Nordeste, que está com a água do mar mais fria que o normal.

Vírus, bactérias, gripes... Estes, são alguns dos problemas que nos aflingem nas oscilações climáticas em todas as estações.
Vírus, bactérias, gripes… Estes, são alguns dos problemas que nos aflingem nas oscilações climáticas em todas as estações.

OSCILAÇÕES CAUSAM IMPACTOS PREOCUPANTES À SAÚDE HUMANA

Nesta sexta-feira, 07/4, é comemorado o Dia Mundial da Saúde e a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A data tem como objetivo conscientizar a população sobre todos os aspectos envolvidos com a saúde humana.

E cada vez mais, as condições climáticas, ou seja, de tempo e temperatura, influenciam na saúde humana, principalmente no quesito doenças. Quando o assunto é doença, as preocupações das pessoas focam quase sempre apenas em adotar comportamentos que evitem o contato direto e contaminações por vírus e bactérias. Mas, além disso, as condições do tempo também exercem uma influência muito grande na saúde humana. Algumas doenças, conhecidas como sazonais, podem atingir pessoas em qualquer época do ano, mas em determinadas estações, como o outono e o inverno, os problemas ficam mais evidentes.

INVERNO

inverno

A estação mais fria do ano, provavelmente, é a época em que a saúde recebe mais atenção. Isto porque as temperaturas mais baixas estão sempre sendo associadas aos diversos vírus da gripe. O problema é que não se deve focar só nesta preocupação. É durante o inverno que as cidades brasileiras enfrentam os dias mais secos, com menores índices de umidade do ar, o que pode prejudicar principalmente quem já possui problemas respiratórios.

Outro problema que não está diretamente ligado às doenças, mas que afeta os hospitais, é a diminuição nas doações de sangue realizadas entre junho e setembro. Segundo a Fundação Pró-Sangue, o número de bolsas coletadas por mês durante o inverno é de quase três mil abaixo da média do outros meses, quando se costuma coletar até 12.500 bolsas, isto porque, além do frio desencorajar muita gente, quem sofre com as patologias respiratórias durante a estação, não consegue doar.

PRIMAVERA

primavera

Preferida ou “a queridinha” de muitas pessoas, a estação das flores é a época das alergias, e novamente, quem mais sente são os que têm problemas respiratórios. Os casos de rinite aumentam mais nesta época do ano devido à polinização e a floração. De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), 25% da população brasileira enfrenta esse problema.

Outro sério problema desta estação é o aumento da incidência de raios ultravioletas, aumentando consideravelmente o risco de desenvolvimento de doenças de pele. A exposição diária ou prolongada a esses raios, podem acarretar em insolação, brotoejas, acne solar, envelhecimento precoce, queimaduras, micoses e até mesmo câncer de pele.

VERÃO

verão

A estação mais quente do ano, também preferida pelos adeptos de praias, rios e lagos, também é propícia ao aumento considerável dos problemas de pele, além de intensificar os sintomas em pessoas que possuem algum tipo de problema circulatório. Inchaço e desidratação são sintomas comuns nas tardes de temperaturas elevadas. Além disso, a população de insetos aumenta no verão por conta da umidade aliada ao calor.

E por falar em umidade, o verão traz muita chuva para todas as regiões do Brasil. As pancadas de verão, que geralmente ocorrem no final do dia, pegam muita gente de surpresa, e os raios também. Aliás, raios tornam-se um grave perigo para a população. O índice de descargas elétricas aumenta neste período por conta dos temporais, que se tornam mais frequentes nesta época do ano.

OUTONO

outono

É o período do ano que marca a transição da estação mais quente para a mais fria, é conhecida pela oscilação nas temperaturas. “Como o outono é mais seco que o verão, a diferença entre as mínimas e máximas é maior, ou seja, temos noites e madrugadas mais frias e tardes com temperaturas elevadas.

Você sabia que, durante o outono, é possível sentir características de todas as estações em um único dia? Pois é verdade. Calor, frio, chuva, todas essas mudanças repentinas e, em um curto espaço de tempo, fazem com que as pessoas fiquem mais suscetíveis aos vírus e bactérias. A incidência é maior em crianças e idosos porque a imunidade deles é um pouco mais baixa e não responde tão bem às variações de temperatura. Então, já sabendo disso, cuide-se o tempo todo. Jamais descuide de sua saúde.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Terry Marcos Dourado
Carregar mais por Bem-Estar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

De olho nas eleições de 2018, políticos voltam a prometer aeroporto regional para Jataí (GO)

Um dos maiores vexames da última gestão do ex-prefeito de Jataí, cidade da região sudoeste…