DestaqueNotícias PoliciaisPolicia

No Sul de GO: Em ações com absurda crueldade, assaltantes matam e bebem sangue das vítimas

O caso de canibalismo chocou a população do município de Paraúna (GO). Uma criança de dois anos foi poupada pelos bandidos.

Uma história cujos detalhes, de tão macabros, parecia um roteiro pesado de filme de terror. Infelizmente, não foi ficção. Foi real e chocou a população do município turístico de Paraúna, com 10.800 habitantes, na região Sul de Goiás.

Era mais de meia-noite da terça-feira, 20/03 quando um rapaz e uma mulher foram brutalmente assassinados a facadas por dois assaltantes. Segundo informações da polícia divulgadas pelo portal Mais Goiás, os assassinos desferiram muitos golpes de facas nas vítimas que eram fotografadas enquanto agonizavam até à morte. A crueldade foi tamanha a ponto de, segundo informações, um dos assassinos ter bebido o sangue dos dois corpos. E por incrível que possa parecer, os bandidos pouparam uma criança de dois anos que estava no local.

VÍTIMAS – Darley Rodrigues Souza, 19 anos, morava em um quarto anexo à casa do primo, um ex-vereador e dono de um bar na rodoviária de Paraúna (GO). O rapaz foi rendido e esfaqueado antes de ser levado pelos criminosos para dentro do lote onde morava Tatiely Correa de Jesus, 26 anos, esposa do primo de Darley. O casal foi padrinho de crisma do jovem. Os bandidos invadirem a casa de Tatiely e vasculharam tudo atrás de dinheiro, arma e o que mais pudesse ser levado por eles. A mulher foi colocada em outro quarto, com a filha, uma criança com apenas dois anos de idade, que dormia no momento do assalto que resultou em um macabro duplo assassinato.

Pouco tempo depois, o corpo de Darley foi colocado em cima da cama onde Tatiely dorme com o marido. Os criminosos continuaram a esfaqueá-lo até à morte. O delegado da Polícia Civil que apura o caso, Divino Ferro, disse que o duplo crime tem requintes de selvageria. Ele manifestou espanto com os depoimentos dos assaltantes confessos. No local do crime, os bandidos encontraram R$ 50 e duas câmeras fotográficas, e se apoderaram destes pertences. Por este ato, vão responder também pelo crime de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

Francisco Pereira (E), 36, e Júnio de Souza (D), 19, assumiram, com impressionante frieza, a autoria da chocante sequência de crimes praticados com requintes de absurda crueldade em Paraúna (GO).

CANIBALISMO – Os autores do duplo homicídio com atos de absurda crueldade e selvageria macabra que chocou a população de Paraúna (GO) são Júnio de Souza Batista, 19 anos; e Francisco Pereira da Silva, 36 anos. À polícia, eles assumiram a autoria do assalto que resultou no duplo crime assassinato. A Polícia Civil descobriu que Francisco Pereira Silva, apesar de ter respondido por um assassinato em Correntina (BA), também por um estupro e um roubo em Paraúna (GO), estava em liberdade. O outro criminoso, Júnio de Souza Batista, até então não tinha passagem pela polícia. “O Francisco assumiu o crime e disse que não falaria mais nada sobre o assunto. Já o Júnio deu detalhes escabrosos, inclusive de canibalismo”, contou o delegado Divino Ferro.

VINGANÇA – O portal de notícias Mais Goiás obteve acesso, com exclusividade, ao depoimento de Júnio de Souza, que assumiu ser amigo de Francisco e ter recebido dele o convite para praticar o crime. Em depoimento à polícia, Francisco teria dito que tudo aconteceu por vingança contra o comerciante e ex-vereador, marido de Tatiely, por tê-lo denunciado à polícia pela prática de um roubo no bar localizado no terminal rodoviário da cidade.

Trecho do depoimento de Júnio de Souza, 19 anos, obtido e divulgado pelo portal Mais Goiás.

ESTUPRO – Em seu depoimento, Júnio Batista contou que, após matar Darley a facadas e colocar Tatiely e a filha em um outro quarto, a mulher pediu para ir ao banheiro, obtendo a permissão dos criminosos que continuavam procurando o que roubar no interior da casa. Júnio contou ainda que Tatiely foi esfaqueada ao sair do banheiro, e que a vítima ainda tentou lutar contra o assaltante. Júnio contou que, depois de cair no chão, enquanto agonizava, Tatiely ainda foi estuprada por Francisco, que ainda foi capaz de beber o sangue das vítimas.

Ainda no depoimento, Júnio contou que seu comparsa, Francisco, sob a justificativa de colocar açúcar sobre os ferimentos de Darley, morto em cima da cama, para impedir o sangramento e, enquanto colocava açúcar no corpo de Darley, lambia a mão suja com o sangue da vítima. “O suspeito contou, no depoimento de três páginas, ter esfaqueado Francisco quando ele partiu para matar a menina de dois anos, que dormia em outro quarto, distante dos corpos. Os dois teriam esperado um pouco para que o comerciante e esposo de Tatiely chegasse, mas como notaram uma demora, fugiram,” disse o delegado responsável pelo caso.

PRISÃO – Era por volta das três horas da madrugada quando a Polícia Militar de Paraúna foi informada do duplo crime pelo marido da vítima. O dono do bar teria chegado em casa e visto toda a cena macabra, e percebido que a filha de dois anos estava dormindo, em cima de uma cama ao lado do quarto do casal. Imediatamente, a polícia fechou um cerco por cidades vizinhas.

Momento em que Francisco (de bermuda e chinelos, no centro da imagem), que teria bebido sangue das ví­timas, foi preso por policiais militares em uma mata próximo a cidade de Acreúna (GO).

De acordo com o tenente-PM Márcio Aparecido, assim que o dia amanheceu a Polícia Militar descobriu o paradeiro de Júnio de Souza que ainda estava em Paraúna. O homem foi denunciado por populares, que ouviram ele assumir ter matado duas pessoas na noite anterior. O outro bandido, Francisco Pereira, foi encontrado pouco tempo depois em uma mata próximo à cidade de Acreúna (GO). “Se não fosse esse cerco policial e esse esforço das equipes que vararam a madrugada no empenho, não seria possível prender os dois criminosos, que agora estão à disposição da Polícia Judiciária e da justiça”, comentou o tenente da Polícia Militar.

Com informações do portal Mais Goiás.

Tags
Mostre mais

Terry Marcos Dourado

Jornalista e radialista goiano com mais de 25 anos de experiência profissional (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios