A maioria, 809 docentes, 73,8%, manifestou reprovação à greve. Do total, 267 se manifestaram favoráveis, e 20 servidores, se abstiveram.

Foi uma votação expressiva. Na manhã deste sábado, 19/11, foi divulgado o resultado da votação onde os professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) rejeitaram o indicativo de greve da categoria em protesto à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) número 55, que limita o aumento dos gastos públicos.

Entre os dias 10 e 18 deste mês, o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás, Adufg Sindicato, realizou um plebiscito com participação de professores filiados e não-filiados. Foram instaladas urnas para voto presencial na sede administrativa do sindicato, mas a maioria participou da votação eletrônica.

Os votantes responderam a pergunta: “Professor (a), você é a favor da greve?”. A maioria, 809 docentes, respondeu “não”. Responderam “sim”, 267. E 20 servidores se abstiveram. O resultado foi apurado no final da tarde da sexta-feira (18/11) na sede administrativa da Adufg Sindicato por uma comissão de professores do grupo de apoio, diretores e ex-presidentes da entidade. Após a apuração dos votos presenciais houve a conferência com o sistema eletrônico para verificação de duplicidade de votos. A votação eletrônica registrou 1042 votos, sendo 765 contrários a paralisação, e 258 favoráveis.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Terry Marcos Dourado
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

Grávida, cachorrinha ganha ensaio fotográfico de dona e vira “musa” da internet

Grávida de três anos, a cachorrinha Cindy além do nome de uma verdadeira “lady”…