DestaqueNotícias DestaqueNotícias PoliciaisPolicia

Edealina (GO): Polícia prende vereador suspeito de mandar matar radialista

A Polícia Civil de Goiás prendeu, nesta sexta-feira 9/02, o vereador José Eduardo Alves da Silva (PR), do município de Edealina, na região sul de Goiás. O parlamentar é suspeito de mandar matar o radialista local, Jefferson Pureza Lopes, de 39 anos. De acordo com a polícia, o vereador planejou o crime por questões políticas e pelo motivo de a vítima ter se relacionado com a ex-mulher dele. O político nega.

“O motivo foi um misto de questões políticas com passional. Ele vinha carregando a vontade de eliminar a vítima e o estopim foi quando descobriu que a ex-mulher tinha se relacionado com o radialista”, explicou o delegado responsável pelo caso, Quéops Barreto. Outros dois homens e um adolescente também foram detidos, suspeitos de envolvimento no crime. Nenhum dos presos foi apresentado à imprensa.

Vereador em Edealina (GO) pelo PR, José Eduardo Alves da Silva foi preso pela polícia como suspeito de mandar matar o radialista Jefferson Pureza, em janeiro deste ano.

O radialista Jefferson Pureza foi encontrado morto em 17 de janeiro, na casa onde morava. Ele foi executado com três tiros no rosto. O radialista era conhecido por apresentar um programa de rádio polêmico na em Edealina.

A INVESTIGAÇÃO – Após a morte do radialista, a Polícia Civil montou uma força-tarefa para investigar o crime, o que resultou na Operação Nuntius, realizada na manhã desta sexta-feira (9/02). A ação contou com 20 servidores das delegacias de Edealina, Acreúna, Rio Verde e do setor de inteligência da Polícia Civil. De acordo com a investigação, o caseiro Marcelo Rodrigues Santos, de 39 anos, era amigo do vereador e intermediou o contato entre os executores e o mandante. Ele foi preso na fazenda em que trabalha, em Edealina (GO).

Os supostos executores foram localizados em Aragoiânia (GO). Um deles, Leandro Cintra da Silva, de 23 anos, é dono de um lava a jato na cidade. O outro, trata-se de um adolescente de 17 anos. Ao delegado, o vereador alegou que já havia planejado matar o radialista em duas ocasiões. A primeira delas, foi em janeiro de 2017, quando seu plano foi descoberto e desistiu de encomendar o crime. A segunda vez que o político decidiu mandar assassinar o radialista foi em dezembro do ano passado, após descobrir que a mulher, de quem tinha se separado em novembro passado, havia mantido um relacionamento com o radialista.

Policiais civis prendem suspeito de matar o radialista Jefferson Pureza em Edealina, em Goiás, supostamente a mando de um vereador local.

Apesar das tentativas, o vereador José Eduardo negou ter concluído o plano. A Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito. Segundo o delegado, ainda é preciso esclarecer a dinâmica do crime.

LIGAÇÕES AMEAÇADORAS – Amigo do radialista assassinado, o agropecuarista Márcio Carlos de Souza, 36 anos, disse que Jefferson Pureza era constantemente ameaçado de morte por ligações anônimas. “Ele recebia ligações anônimas de pessoas dizendo que se ele gostasse da família e dos filhos para ele parar com denúncias, se não ele morreria. Falavam para não deixar o carro aberto, que iam colocar droga lá dentro para incriminar ele”, contou o agropecuarista à imprensa.

 Clique aqui para ver outras notícias e seções do Portal Rede Pop.

 

Tags
Mostre mais

Terry Marcos Dourado

Jornalista e radialista goiano com mais de 25 anos de experiência profissional (desde 21/11/1991), Terry Marcos Dourado é o idealizador, diretor-proprietário, diretor de conteúdo, editor-geral e jornalista responsável pelo Portal Rede Pop.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários:

LEIA COM ATENÇÃO

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP NOTÍCIAS E ENTRETENIMENTO) reserva para si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência.

Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios